O basquetebol é uma modalidade histórica do Sporting Clube de Portugal. A modalidade foi introduzida no clube por Acácio Campos em 1927 ganhando, logo nesse ano, o Campeonato de Lisboa. Mas foi apenas a partir da época de 1948/49, após passagens pela segunda divisão, que a secção se projetou no panorama nacional da modalidade: com o Prof. Mário Lemos como treinador, que introduziu métodos modernos e avançados de treino, acabaria, na época de 1953/54, por atingir o seu primeiro título nacional. A supremacia dos Leões face às restantes equipas era tal que o Sporting chegou mesmo a marcar, em certos jogos, mais de cem pontos.

Como refere o site WikiSporting: “Em sete épocas, de 1953/54 a 1959/60, o Sporting ganhou três Campeonatos Nacionais, uma Taça de Portugal, e quatro Campeonatos de Lisboa”. Com a revolução de 1974 e a chegada de novos atletas provenientes das ex-colónias inaugura-se um novo “período áureo” nesta modalidade leonina. Contudo, em 1995, e fruto de uma crise interna que o clube vivia, os sócios tiveram que escolher entre o basquetebol e o andebol, vingando esta última modalidade sobre a primeira que acabou extinta. Foi só em 2013, já com Bruno de Carvalho como presidente, que o basquetebol vê novamente a luz do dia mas apenas com escalões de formação, Minibasquete, até aos sub-16. Mas o passado de glória impõe que se pense no regresso dos seniores.  Com esta chegada da modalidade a Alvalade o objetivo é claro: sedimentar a formação para no futuro garantir títulos para o clube de Alvalade. Foi isso mesmo que o Sporting, através do seu Jornal, referiu a 24 de maio de 2016, onde se pode ler o seguinte: “Numa primeira fase a Secção de Basquetebol vai ter apenas dos escalões de formação (até sub-14) e posteriormente, através do crescimento orgânico, serão abertos progressivamente novos escalões até atingir os escalões competitivos mais elevados” (http://www.sporting.pt/pt/noticias/clube/2016-05-24/basquetebol-esta-de-regresso-ao-sporting , consultado em 05 de junho de 2018). Também em 2016, mais precisamente em Junho, o Sporting terminou com a equipa feminina de basquetebol e passou a secção para alçada do clube, deixando a mesma de ser uma modalidade autónoma.

O renascimento da modalidade no Sporting está assegurado pela excelente prestação das suas equipas de formação. Falo, em particular, da equipa de sub-16 do Sporting Clube de Portugal que disputa atualmente a Final Four do Campeonato Nacional de Sub 16 Masculino com as equipas do Barreirense, do Académico e do FC do Porto.

A equipa de Sub-16 de Basquetebol do Sporting Clube de Portugal disputa a final-four de apuramento do Campeão Nacional neste escalão
Fonte: Sporting CP – Basquetebol

Para terminar, refira-se que a secção de basquetebol do Sporting recebeu um Certificado de Qualidade de Escola Portuguesa de Minbasquetebol, atribuído pela Federação Portuguesa de Basquetebol, referente à época 2016/2017. Pode ler-se no comunicado no site oficial do clube de Alvalade: “Este certificado confirma as qualidades técnico-pedagógicas, um número absoluto de atletas assinalável e mostra a capacidade de organização de eventos nesta modalidade de formação” (www.sporting.pt , consultado a 05/06/2018). Já nesta época, a equipa orientada por João Lima garantiu o segundo lugar na Final Four do Campeonato de Lisboa, mostrando toda a sua vitalidade e garra após o seu segundo ano de existência. Estes Leões podem ainda ser pequenos mas já rugem bem alto nos pavilhões de Portugal. O futuro da modalidade passa por eles, por estes grandes Leões.

Foto de Capa: Sporting CP- Basquetebol

Anúncio Publicitário