sporting cp cabeçalho 2

Atenção que este texto não é uma crítica… (vá, pensando bem até talvez seja!)

Já começa a ser recorrente que, logo após uma boa exibição nas competições europeias, a meio da semana, no fim-de-semana seguinte, para o campeonato, o Sporting faça exibições paupérrimas e perca pontos contra os mais variados adversários. Desta vez não foi excepção… a diferença é que era contra um rival, o FC Porto, que se encontrava (e ainda encontra) acima de nós na tabela classificativa. Era uma hipótese de “ouro” para saltar para a liderança do campeonato. E não nos iludamos: foi um mau resultado! Perante 47 mil adeptos, na nossa casa, a selva do Leão, deveria mandar o nosso Sporting! Mas a verdade é que foi um Dragão mais forte e perto da vitória do que propriamente a turma de Alvalade.

Como é que é possível vermos jogadores e equipas que jogam de quatro em quatro dias (ou até menos) a terem pulmão e consistência e o nosso clube a perder a força nas canetas quase na totalidade? Como é que é possível as equipas do campeonato inglês e espanhol aguentarem aquele ritmo e os nossos jogadores nem 65 minutos aguentem àquela velocidade?

Sim, os jogadores são seres humanos e não super-homens, mas como é que é possível que profissionais de outros clubes aguentem e os nossos não? Como é que não há uma capacidade de treinar a resistência e a capacidade de recuperação e ter uma consistência exibicional? É culpa de quem? Jogadores que não têm compleição física para tal? Equipa técnica que não treina estas capacidades? Porque é que um plantel tem 23/24 jogadores? Não é para conseguir gerir estas situações?

Ano após ano, a história parece repetir-se: “jogar como nunca, perder como sempre!”. O ano passado o todo poderoso Real Madrid, quase saiu vergado em casa… mas porquê só quase? Falta sempre qualquer coisa! Fonte: Sporting CP
Ano após ano, a história parece repetir-se: “jogar como nunca, perder como sempre!”. O ano passado o todo poderoso Real Madrid, quase saiu vergado em casa… mas porquê só quase? Falta sempre qualquer coisa!
Fonte: Sporting CP

A classe dos jogadores de futebol não ganha “propriamente mal” para darem a desculpa de que não é possível fazer melhor… Apesar de treinarem quase todos os dias, na prática exercem a sua profissão uma ou duas vezes por semana. É expectável que façam um pouco melhor. Também já muito se falou e escreveu de que as equipas de Jorge Jesus normalmente levam grandes “tareias” na pré-época e só do meio da época para a frente se notam os resultados físicos, com as equipas a parecerem cansadas e a não assimilarem fisicamente o que é exigido na primeira metade da época.

Bolas, se não é fisicamente, é psicologicamente… já não há grande paciência para desculpas, sejam elas quais forem. Acredito nos jogadores, na equipa técnica, na estrutura, mas tenho o direito de querer mais… querer melhores exibições e acima de tudo vitórias. Estou farto das vitórias morais e do “jogámos como nunca e perdemos como sempre!”.

Se hoje me dissessem que somos campeões a jogar mal, assinava já por baixo, mas quero mais… quero sempre muito mais! E que as pernas não sejam desculpa para não atingirmos a glória.

Força Sporting!!!

Foto de Capa: Sporting Clube de Portugal

Comentários