Com o encerramento de mais uma época desportiva, reabre o mercado de transferências em Portugal e muitos outros países na Europa. É nesta altura que todos os adeptos sonham com aquela venda que dará muitos milhões e a vinda de um craque que poderá levar os seus clubes a cumprir os objetivos – ou quem sabe a excedê-los. Os adeptos leoninos não fogem à regra, e por isso serve este texto para dar a minha opinião acerca das posições que precisam, neste momento, a meu ver, de ser reforçadas.

Porque uma equipa é feita desde trás, lanço já o meu primeiro perecer controverso. Para mim, o Sporting CP precisa de um novo guarda-redes que seja um titular indiscutível. Apesar de Renan ter “oferecido” duas Taças aos leões, na minha opinião não é um jogador que dê totais garantias na baliza. Penso que se deveria apostar num guarda-redes com créditos firmados no futebol. Viviano não seria uma má solução, mas desde cedo se percebeu que não contava, nem conta, para a direção e treinador do clube de Alvalade.

Relativamente à defesa, penso que com a vinda de Luís Neto o corredor central está bem apetrechado. O problema prende-se mais com as laterais: Bruno Gaspar e Jefferson não servem para o Sporting CP. Já se na direita Thierry Correia pode ser aposta, a esquerda encontra-se um pouco fragilizada, já que Borja é o único lateral esquerdo de raiz no plantel.

A renovação de Mathieu é já uma das grandes contratações da nova época
Fonte: Sporting CP

No meio-campo residem as maiores dúvidas. Ainda não se tem a certeza da continuidade de Gudelj e na minha opinião, a sua contratação não deveria ser prioritária. Com Doumbia no plantel, poder-se-ia contratar um médio defensivo que desse uma maior qualidade à equipa na fase de construção, uma vez que essa é uma das limitações do sérvio. Se Bruno Fernandes for vendido, acho que o seu dinheiro deveria ser investido noutro jogador que fosse já considerado top. Quando se falam de quantias a rondar os 60 ou 70 milhões, penso que pelo menos 20 milhões poderiam ser usados na contratação de um médio de excelência como é o internacional português. Mas essa contratação, claro, só deveria surgir caso Bruno Fernandes fosse vendido.

Por último, a frente de ataque. Na minha opinião, Gelson Dala e Matheus Pereira deviam fazer parte do plantel da próxima época, uma vez que seriam mais valias para a equipa. Caso Bas Dost fosse vendido (penso que esta é a altura ideal), devia-se contratar outro ponta de lança mais jovem que o holandês, que pudesse no futuro render milhões aos cofres de Alvalade. Também é importante adquirir um extremo, na minha visão, pois se de um lado Raphinha tem dado boa conta de si, Diaby foi uma nulidade ao longo da época.

Em conclusão, penso que seria obrigatório contratar, pelo menos, um defesa esquerdo, um médio defensivo e um extremo de qualidade. Todas as outras posições por mim referenciadas deveriam ser analisadas apenas caso houvesse vendas. Relativamente à baliza, tenho noção que Renan deverá ser o titular da próxima época, contudo a vinda de um guarda-redes de outra craveira seria benéfica. Não nos podemos esquecer que no Sporting CP têm de jogar os melhores e o próximo ano tem de ser de luta para alcançar o título de campeão. É o sonho de todos os sportinguistas.

Foto de Capa: Sporting CP

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários