Quando há chicotadas psicológicas, ocorrem algumas mudanças encetadas pelos novos técnicos. No caso do novo treinador principal, Leonel Pontes tem integrado nos treinos da equipa principal vários jogadores provenientes dos sub-23, sobretudo na semana em que alguns atletas se encontravam nas seleções. No entanto, no Sporting CP houve duas grandes novidades: a integração de Viviano e Mattheus Oliveira nos treinos da equipa sénior.

Na minha opinião, é sempre de salutar quando se dá oportunidades a jogadores que se encontram marginalizados, ainda para mais quando não revelaram, pelo menos que se saiba, comportamentos incorretos com o clube. Contudo, resta saber se o esforço de ambos será recompensado com uma possível entrada na convocatória ou se é apenas fogo de vista.

Relativamente ao médio brasileiro Mattheus Oliveira, considero que não tem qualidade suficiente para jogar no Sporting CP. Apesar de ter um bom pé esquerdo, coloca muito pouca intensidade no seu jogo, realizando as suas ações aquém do que se exige de um jogador que procura conquistar o título. Para mim, o brasileiro é bom jogador, mas para equipas com outras ambições.

O médio brasileiro tarda em justificar a sua contratação
Fonte: Sporting CP

Quanto a Viviano, o caso é diferente. Para mim, este nunca teve oportunidades no clube simplesmente porque foi contratado pela direção de Bruno de Carvalho. Só isso justifica o facto de não ser sequer convocado, sendo ele um guarda-redes com grande qualidade, demonstrada nos muitos anos que passou em Itália. Para além disso, não vejo Viviano como inferior quando comparado com Renan, que apesar de ser bom a defender penaltis não demonstra qualidade suficiente para ser dono da baliza de uma equipa como o Sporting CP.

Gostava de pensar que as oportunidades que estão a ser concedidas a ambos os jogadores são para, de facto, lhes permitir entrar no onze assim que necessário. Ainda assim, penso que tal não acontecerá, e estarei aqui para dar a mão à palmatória caso Leonel Pontes leve a avante a atitude de convocar algum deles pelo suor derramado em cada treino.

Concluindo, aplaudo a integração dos dois jogadores, ainda que considere pouco provável a sua chamada ao onze inicial. Infelizmente, são considerados pelo presidente Frederico Varandas como excedentários, e assim será sempre. Oxalá tivessem alguma oportunidade.

Foto de Capa: Sporting CP

Revisto por: Jorge Neves

Comentários