É um dado adquirido que, em termos de qualidade, o plantel da equipa do Sporting é limitado. A grande maioria dos jogadores à disposição de Keizer não teria sequer lugar no SL Benfica ou FC Porto e para atacar um campeonato são precisos reforços cirúrgicos.

Porém, há dois jogadores – ambos na mesma posição – que “calçam que nem uma luva” no Sporting e que até num Sporting “normal” teriam lugar: Coates e Mathieu. Ambos os jogadores são já experientes (28 e 35 anos, respetivamente) e elevam os índices de qualidade da equipa leonina.

Sebastián Coates chegou ao Sporting em janeiro de 2017 por empréstimo do Sunderland FC e cedo se assumiu como um indiscutível. O defesa internacional uruguaio nunca conseguiu “calçar” em Inglaterra (passou também pelo Liverpool), mas encontrou em Alvalade o sítio ideal para expressar as suas melhores qualidades: destemido e imperial, Coates é já um dos líderes do balneário.

Mathieu é essencial na equipa do Sporting CP
Fonte: Carlos Silva/Bola na Rede

Por sua vez, a história de Jérémy Mathieu é bastante diferente à de Coates. Formado nos franceses do FC Sochaux, foi aí que começou a sua carreira desportiva e em 2009 assinou pelo Toulouse. Sempre a demonstrar elevados níveis de qualidade, Mathieu foi, em 2009, para o Valência e teve a sua primeira experiência fora de França. Foram precisos apenas três temporadas para se revelar como um dos melhores defesas de Espanha e o Barcelona apostou no central e desembolsou 12 milhões de euros para contar com o jogador. Mathieu não foi feliz enquanto blaugrana e chegou ao Sporting para terminar a sua carreira da melhor maneira possível. Apesar de ser sempre afetado por problemas clínicos, sempre que é chamado ao jogo, Mathieu encanta os adeptos sportinguistas e revela-se como uma aposta totalmente válida para uma equipa com as ambições do Sporting.

O sucesso de qualquer equipa passa sempre pela defesa e essa parte, na equipa do Sporting, está garantida. Falta o resto…

Foto de Capa: Bola na Rede

Comentários