O dia 23 de Dezembro será marcado por um dos jogos mais marcantes do Sporting CP ao longo do campeonato: a deslocação ao D. Afonso Henriques. O Vitória Sport Clube é já conhecido pelo forte impacto que os seus adeptos proporcionam nos jogos em casa e esta vez não será exceção à regra.

No que diz respeito ao embate do próximo domingo é de muito bom tom analisar aquilo que poderá ser o contexto do jogo em si. Para tal, é fundamental verificar o momento de ambas as equipas.

Anúncio Publicitário

Os leões estão em segundo lugar, a dois pontos do líder FC Porto, e encontram-se no melhor momento da época: desde a chegada de Keizer, a turma de Alvalade venceu sete jogos em tantas outras partidas e marcou uns esclarecedores 30 golos. O paradigma no futebol leonino mudou drasticamente aquando da chegada do holandês ao comando técnico: os homens de verde e branco começaram a praticar um futebol totalmente ofensivo e com um único foco, o golo.

Porém, há baixas leoninas para a deslocação a Guimarães: Coates viu o quinto amarelo e está, por isso, fora do encontro; Nani está lesionado, não foi a jogo na quarta-feira e é, certamente, uma dúvida para o jogo. Por outro lado, Raphinha está de volta e poderá, finalmente, ser opção para Keizer. O extremo voltará assim à casa que o lançou no futebol português e será um jogo peculiar do ponto de vista emocional para o brasileiro.

Legenda: Raphinha voltará a uma casa que conhece muito bem
Fonte: Sporting CP

Do outro lado, estará também uma equipa num excelente momento de forma. O conjunto de Luís Castro não perde desde o dia 23 de Setembro, dia em que se deslocou a Portimão e perdeu por 3-2. A equipa de Guimarães está a fazer uma época digna de registo: ganhou em pleno estádio do Dragão na terceira jornada, soma apenas três derrotas ao longo de toda a época e está em quarto classificado, atrás apenas dos três grandes e do surpreendente Braga.

Os números do Vitória Sport Clube não enganam e por isso até o seu técnico, Luís Castro, já foi sondado pelo Reading FC. O treinador deu uma nega ao clube inglês, dando assim mais uma razão de alegria aos calorosos adeptos do Vitória SC.

São duas equipas com objetivos bastante distintos e com contextos completamente díspares. O Sporting CP está muito perto do primeiro lugar e quer aproveitar todos os pontos em disputa para manter acesa a chama pelo título. Por sua vez, o Vitória SC está a fazer uma época regular e manifestamente positiva.

Num jogo que se espera sempre intenso, resta a pergunta: quem será o conquistador?

Foto de Capa: Sporting CP

artigo revisto por: Ana Ferreira