Ricardo Esgaio é oficialmente jogador do Sporting CP. O lateral direito volta a uma casa que bem conhece, sendo que os leões tiveram de gastar cinco milhões e meio de euros para comprar a percentagem do passe que faltava – já detinham 20%. Aos 28 anos e com uma passagem de quatro épocas pelo Sporting Clube de Braga, o português é, assim, o primeiro reforço para Rúben Amorim na época de defesa do título.

Olhando para os contornos financeiros do negócio é, a meu ver, aí que há algum transtorno, porque se traduz num valor algo exagerado, tendo em conta que Ricardo Esgaio não será titular e terá a concorrência de Pedro Porro e que, aos 28 anos, será também um investimento sem retorno. No entanto, a contratação de Ricardo Esgaio reflete a mesma máxima e a forma de o Sporting CP trabalhar no mercado: contratar bem internamente, mas também jogar pelo seguro.

A política desportiva do Sporting CP e de Rúben Amorim é esta e a chegada do lateral português acaba por aumentar a profundidade do plantel, apostando num jogador que conhece o treinador e o sistema, mas que também acaba por conhecer a casa e entra de forma direta num grupo que se revelou unido e coeso no ano passado, sendo uma das chaves para o título. Confesso que Ricardo Esgaio nunca foi um jogador capaz de me encher o olho, mas compreendo a contratação e a necessidade de ter mais e melhores soluções face ao calendário apertado.

Anúncio Publicitário

É, como disse anteriormente, uma transferência que se rege pela “nova” política leonina e creio que o facto de ser um jogador algo regular e esforçado acaba por dar aos responsáveis leoninos alguma confiança e segurança, permitindo assim diminuir o risco associado – sobretudo por estar habituado a dar largura e profundidade, mas também por alinhar no sistema de três centrais. Precisa de melhorar a sua concentração pelo facto de ser apanhado, muitas vezes, em situações de fora de jogo causadas por erros infantis, mas também por alguns detalhes defensivos.

Não considero que fosse a prioridade do Sporting CP, mas, no cômputo geral, acaba por ser uma boa compra e permite reforçar o campeão nacional com um dos destaques dos últimos campeonatos.

Foto de capa: Carlos Silva/Bola na Rede

Artigo revisto por Andreia Custódio

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome