sporting cabeçalho generíco

Bruno de carvalho, personalidade incontornável da nossa actualidade desportiva, foi eleito presidente leonino no ano de 2013, tornando-se assim o 42º presidente da história do Sporting.

Com um carácter vincado, o líder Leonino começou cedo a dar nas vistas e prometeu desde logo mexer com o Futebol Nacional. Quando assume a presidência do clube de Alvalade, Bruno de Carvalho deparou-se com um cenário bastante negro. O líder do emblema verde e branco encontrou um Sporting desfigurado, mergulhado em dívidas e com fome de resultados desportivos. Este prometeu melhorar a situação do Sporting, e cumpriu-o.

Hoje em dia podemos observar um Sporting que respira com algum alívio, pois a situação financeira do clube é bem mais favorável do que há 2 anos atrás. Com Bruno de Carvalho na presidência o Sporting diminuiu o passivo, melhorou a sua estrutura interna e alcançou de novo um título no futebol profissional, coisa que já não acontecia há alguns anos. Posso então afirmar que, a nível de gestão financeira, Bruno de Carvalho revelou-se um excelente presidente, factor que fez o Sporting recuperar o seu prestígio interno.

Mas, como referi anteriormente, o carácter vincado do líder Leonino também já deixou marcas no Sporting e no Futebol Nacional. Se no que toca à gestão financeira, Bruno de Carvalho é irrepreensível, o mesmo não posso dizer em relação à gestão dos recursos humanos, ou mesmo às políticas internas que tenta instaurar à força. Nesses aspectos Bruno de Carvalho é tudo menos bom, chegando mesmo a ser ridículo em certos casos.

Anúncio Publicitário

O presidente do Sporting quer ser outro Pinto da Costa, mas esse senhor é uma celebridade única no nosso País, e tão cedo não haverá ninguém como ele.
Quem se lembra do Movimento Basta? Qual era a finalidade desse movimento? Ah, é verdade, acabar com as injustiças na arbitragem, ou seria colocar pressão nos árbitros como fazia a estrutura do Futebol Clube do Porto? Não encontram as parecenças? Pois a mim elas parecem-me bastante óbvias. O problema é que a estrutura do Sporting em nada se compara à do Porto, o que torna este tipo de ações quase inúteis quando praticadas pelo lado dos Leões.

O antigo treinador do Sporting foi mais uma das "vítimas" de Bruno de Carvalho
O antigo treinador do Sporting foi mais uma das “vítimas” de Bruno de Carvalho

Quem se lembra do caso do Rojo? Ou do caso do Jefferson, este bem mais recente que o anterior. Outro exemplo desta má gestão dos recursos humanos foi o caso de Marco Silva, treinador que realizou um excelente trabalho à frente da equipa Leonina mas que foi despedido por justa causa, e que boa justa causa! Montou uma equipa competitiva que deixou boa imagem em Portugal e na Europa, potenciando jogadores que estavam perdidos no meio do plantel Leonino, como por exemplo Carrillo, ganhou um título nacional, mas esqueceu-se de usar o fato oficial do Sporting.

Esperemos que este senhor se aperceba do ridículo que são algumas das suas ações e que aprenda que a maneira como trata as pessoas influencia a sua vontade e dedicação para com o clube que este preside.
E para concluir, esperemos que amanhã não saia comunicado.

Imagens: Facebook  Sporting Clube de Portugal – Site de Apoio

Comentários