sporting cp cabeçalho 2

É ciclíco e a rigidez com que se cumpre é angustiante. Tem sido sempre preciso esperar alguns anos (não sei ao certo a média), para que chegue a Alvalade um Avançado que nos encha as medidas. A proximidade temporal do aparecimento de Slimani e Bas Dost pode preocupar os discípulos da estatística, mas não vamos acreditar nisso.

O fenómeno do mercado de transferências é um belo treino à nossa capacidade de gestão da expectativa, ainda para mais quando se trata dos responsáveis por fazer a coisa mais bela que o futebol tem. Quando chega um Avançado que ninguém conhece, os curiosos suportam-se nos vídeos internáuticos que compilam os melhores golos que o Jogador marcou no seu Campeonato. E então aquele golo parece não deixar dúvidas. É um craque. Só que às vezes, afinal, não. Mas com Doumbia não vamos por aqui. A César o que é de César, tal como as Avós dizem. Entreguemos então os louros ao Imperador.

Seydou Doumbia já marcou com a camisola do Sporting em jogos particulares Fonte: Sporting CP
Seydou Doumbia já marcou com a camisola do Sporting em jogos particulares
Fonte: Sporting CP

Doumbia é um grande jogador e é, acima tudo, um Avançado que tem golo, que é o predicado que mais nos importa. Mas é aqui que devemos educar os ânimos, porque o verdadeiro Doumbia pode ainda não ter chegado, ou até nunca vir a chegar. Mas sejamos optimistas, e acreditemos que este Senhor veio para eternizar a camisola 88. Se assim for será ele e mais 10, tal como será Rui Patrício e mais 9, Gelson Martins e mais 8 e Bas Dost e mais 7. Isto porque não me parece crível que o esforço feito pela contratação do Costa Marfinense se traduza numa presença assídua no banco, e por muito que confie no potencial de Alan Ruiz, para mim Doumbia é a representação do tipo de Jogador clássico, que podia jogar perfeitamente de calções subidos, correndo veloz para a baliza. Depois há ainda a justificação táctica, já que nesta nova época podemos voltar a assemelhar o estilo de jogo à primeira equipa de Jorge Jesus no Sporting. Sendo certa a titularidade de Bas Dost, em condições normais Doumbia fará parelha com o gigante Holandês. Embora Bas Dost não seja Slimani no trabalho táctico, a verdade é que Teo Gutierrez também não é Doumbia.

É nesta feliz possibilidade que imagino a estratégia futura do ataque do Sporting. Se a tarefa do segundo Avançado de Jorge Jesus, tal como era a de Teo, for acompanhar a linha média adversária, aproximando a equipa do modelo do 4x4x2, então sorriam, Sportinguistas, porque as coisas até podem correr bem. Por falar nisso, não faria sentido desenvolver um artigo sobre um Jogador sem referir que ele marcou um golo na sua estreia. Bola sem velocidade, perto da falência, e uma cabeçada sem balanço a fazer ressuscitar o esférico. Nada mau. E os cépticos que não digam que este não contou, porque quem marcou ali, naquelas circunstâncias, pode marcar noutras tantas. Além disso, as mensagens que nos chegam dos treinos são animadoras, o que só nos ajuda a imaginar as brincadeiras que este rapaz poderá fazer. Tal como a brincadeira que dá título a este artigo. Quero lá saber da gestão das expectactivas.

Anúncio Publicitário

Foto de Capa: Sporting Clube de Portugal