Quando estamos a sensivelmente uma semana do começo oficial da temporada 2019/2020, com o pontapé de saída a ser dado no jogo da Supertaça Cândido de Oliveira que irá opor os rivais de Lisboa – Sporting CP e SL Benfica – a equipa leonina ainda apresenta algumas lacunas. Não apenas na qualidade de jogo apresentada, mas de igual forma nas escolhas que faz e que ainda tem por fazer.

Diante do Valência CF, os pupilos de Marcel Keizer deram por terminada uma pré-época muito negativa no ponto de vista desportivo: 3 empates e 3 derrotas. Este jogo, a contar para nova edição do Troféu Cinco Violinos, serviu também como o típico jogo de apresentação aos sócios. Nessa partida, os sócios e adeptos leoninos ficaram com uma clara ideia de quem irá estar entre os eleitos de Marcel Keizer. Foram apresentados os seguintes defesas: Ilori, Coates, Ristovski, Neto, Rosier, Mathieu, Borja, Nuno Mendes, Thierry Correia, Eduardo Quaresma e Bruno Gaspar. A grande ausência neste eixo defensivo é a de Ivanildo Fernandes que aparentemente estará também de saída do Sporting CP.

Com isto, é possível, à primeira vista, ver que o plantel leonino tem um claro upgrade face à época anterior. Conta com melhores opções para todas as posições do eixo defensivo, no entanto, há ainda uma com um claro problema para resolver… ainda. Comecemos por aí mesmo. O Sporting CP apresentou ontem um número algo incomum de laterais direitos, quatro. Se é certo que Ristovski está indisponível para o primeiro jogo da temporada devido a uma suspensão e que Rosier está a recuperar de uma lesão, parece-me, ainda assim, algo improvável estar a uma semana do começo oficial da nova temporada com estas questões ainda por resolver.

Creio que Bruno Gaspar dos quatro é o que terá mais hipóteses de sair. Tendo em conta que Rosier foi um investimento para ser jogador titular, resta a incógnita sobre a continuidade de Ristovski ou a subida efetiva de Thierry Correia. O jovem português tem estado a bom nível e deverá com isto garantir a sua titularidade diante do SL Benfica no próximo domingo. Creio que tem justificado a aposta e não ficaria nada surpreendido por figurar com Rosier e Correia no decorrer da época, permitindo fazer um encaixe financeiro com Ristovski e Bruno Gaspar. Tanto o lateral português como o lateral francês são claros upgrades, sobretudo no que podem oferecer com bola e no momento ofensivo leonino, apesar de ontem Thierry Correia ter estado particularmente bem no capítulo defensivo, estando atento as suas costas e a efetuar muitas dobras defensivas.

Anúncio Publicitário
O reforço para o eixo central leonino tem sido uma das boas notícias da pré-época
Fonte: FC Zenit St. Petersbourg

No eixo central, Marcel Keizer terá de ficar satisfeito por ter à sua disposição Luís Neto. É um claro upgrade a Tiago Ilori e a André Pinto, e o internacional português ex-Zenit tem-se exibido a um bom nível na pré-época. Não ficaria nada admirado de o ver ser titular diante do SL Benfica, visto que Coates chegou mais tarde e aparenta ter menos ritmo. Gostaria de para quarta opção poder contar com Ivanildo e não com Tiago Ilori, mas depois de também ouvir as declarações de Marcel Keizer ontem na conferência de imprensa, creio que o treinador terá de usar aqueles que cargos mais elevados da direção o mandam utilizar, tendo o holandês pouca margem de manobra e de escolha.

Na esquerda, a saída de Jefferson e a permanência de Acuña e Borja, dá uma boa segurança aos leões. O colombiano poderá ainda ser uma opção válida num esquema a três centrais e o argentino poderá ainda desempenhar funções no meio-campo leonino. A polivalência é um claro sinal positivo para Marcel Keizer. É de salientar ainda que Rosier poderá desempenhar a função de lateral esquerdo de forma competente.

Comparando com os mais diretos rivais ao título – FC Porto e SL Benfica – o Sporting CP não parte em pé de igualdade, mas tem aqui cartas que podem fazer frente de forma bastante aceitável e com resultados interessantes. Foi sobretudo vital conseguir manter a espinha dorsal Mathieu-Coates. Creio que face ao jogo diante do Valência CF, Marcel Keizer irá apresentar na Supertaça apenas uma alteração no quarteto defensivo. Apesar de ter referido anteriormente a minha ideia sobre a troca entre Luís Neto e Coates, creio que será apenas na faixa esquerda que Marcel Keizer irá optar por trocar Borja por Acuña. Resta aguardar para perceber como irá o Sporting CP e a direção liderada pelo médico Frederico Varandas resolver a situação da lateral direita e que dores de cabeça terá o técnico holandês para escolher o titular nesta posição.

Foto de Capa: Sporting CP

artigo revisto por: Ana Ferreira