sporting cp cabeçalho 2

É indiscutível que Portugal tem uma das melhores formações de jovens jogadores de futebol do mundo, tanto pelos valores individuais que despontam anualmente para o futebol internacional como pelo sucesso dos clubes ou selecções portuguesas em qualquer torneio internacional que participem.

A verdade é que, apesar de muitas crianças terem como sonho tornarem-se jogadores profissionais de futebol, muitos pelo gosto de jogar mas mais ainda pelos valores que se movimentam actualmente neste desporto, uma elevada percentagem nunca conseguirá  vingar, ou pelo menos ter uma carreira tao profícua como desejaria.

Apenas alguns predestinados e/ou com uma vontade enorme de vencer conseguirão ter uma carreira futebolística em grandes clubes,  ao mais alto nível. Porque nem todos estarão dispostos a trabalhar com afinco, a abdicar dos fins de semana, ou de poder falhar treinos para brincar, sair com amigos, para não falar do sacrifício e dor a que é sujeito um atleta de alta competição. Por tudo isto,  quem forma estes jogadores, quem os alicia para esta vida que, vista de fora, é só bons ordenados e luxos, tem que ter também a responsabilidade de lhes dar condições academicas e mentais para suportar uma possível impossibilidade de um jovem ver todos os seus sonhos a fugirem-lhe por entre os dedos. Quando isso acontecer,  terá que haver alguém que os apoie mas também que os próprios estejam preparados para aceitar essa pequena derrota, tendo a capacidade de não desistir e criar novos objetivos para a sua vida.

Norberto Mourão, paracanoísta leonino, deu o seu testemunho à equipa de juvenis dos leões Fonte: Sporting CP
Norberto Mourão, paracanoísta leonino, deu o seu testemunho à equipa de juvenis dos leões
Fonte: Sporting CP

Ora o Sporting, como academia formativa de eleição, pioneira em Portugal em todas as suas vertentes, teve, durante a semana que passou, várias palestras destinadas aos jovens da formação, tendo como oradores vários atletas paralímpicos que partilharam os seus testemunhos de vida, as dificuldades que tiveram, e ninguém espera algum dia ter que as enfrentar, a forma como as encararam, e como isso as ajudou a seguir em frente e a vencer.  Estes testemunhos, que para alguns miúdos de dez, doze ou quinze anos poderá não ser mais que umas horas de “seca”, com certeza deixarão já uma semente sobre o que é necessário  para enfrentar um revés na sua vida, ou simplesmente alguma dificuldade que sintam a estudar, no recreio da escola, ou a recusa daquela miúda que tanto se gosta. As mais pequenas dificuldades necessitam de coragem e valores para que consigamos ultrapassá-las, e quanto mais cedo interiorizarmos isso,  melhores profissionais e pessoas seremos.

Anúncio Publicitário

O Sporting, por saber que muitos daqueles pequenos homens não poderão dar jogadores de eleição, ensinam a enfrentar e dar a volta  por cima sem que o primeiro impulso seja desistir ou revoltar -se contra o mundo. Só alguém mentalmente preparado, com valores fortes e certos que lhe tenham sido transmitidos desde cedo poderá viver e vencer honestamente. Porque nem todos podem ser grandes jogadores de futebol, mas todos podem ser grandes homens, e com sucesso independentemente da área em que melhor se enquadrem. O Sporting não forma apenas atletas, e por isso é o melhor formador de atletas.

Foto de capa: Sporting Clube de Portugal

Comentários

Artigo anteriorCarta Aberta à Comitiva de Futsal na UEFA Futsal Cup
Próximo artigoQue a taça volte convosco
Nascido no seio de uma família adepta de um clube rival, criou ligação ao Sporting através de amigos. Ainda que de um meio rural, onde era muito difícil ver jogos ao vivo do clube de coração, e em tempos de menos pujança futebolística, a vontade de ser Sporting foi crescendo, passando a defender com garras e dentes o Sporting Clube de Portugal.                                                                                                                                                 O Nuno não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.