sporting cp cabeçalho 2

O Sporting CP perdeu ainda mais terreno para os seus diretos rivais, depois da derrota em casa frente ao SC Braga. Num fraco espetáculo de futebol, os leões foram incapazes de conseguir ultrapassar a defensiva bracarense e voltam a ter mais um revés neste terrível mês de dezembro.

Jorge Jesus apenas trocou Bruno César por Bryan Ruiz em relação ao jogo da Taça de Portugal, em Setúbal. Já os bracarenses, depois da derrota perante o Sporting da Covilhã e do despedimento do José Peseiro, veio transfigurado, sob o comando interino de Abel Ferreira. Ao longo de toda a partida, o futebol não foi bonito, de parte a parte. Contudo, os minhotos foram muito eficazes e confiantes, e muito disso se deve a Abel, que depois teve um discurso muito interessante após o encontro. O Sporting jogou mal, muito mal; os setores tinham falta de ligação e, acima de tudo, notou-se muita falta de frescura física e muita falta de atitude por parte da equipa. Bryan Ruiz está completamente fora de forma, Zeegelaar também esteve muito pobre, e o Sporting tem tido um problema grave, mas que tem sido mascarado nos últimos tempos: a equipa ainda não sabe jogar com Bas Dost. O holandês não tem estado feliz nas “tabelinhas” e nas combinações com os extremos e com o homem que joga atrás de si. Para jogar com o holandês, é muito melhor se existirem cruzamentos pelo ar, onde Dost se possa superiorizar aos centrais. Ainda hoje, as melhores oportunidades leoninas surgiram de cruzamentos, com cabeceamentos perigosos de Gelson Martins, por duas vezes, ou Bryan Ruiz.

Os bracarenses estiveram, acima de tudo, muito concentrados e focados nas tarefas que tinham estudado: parar o ataque sportinguista e tentar enervar toda a gente no estádio, desde jogadores a adeptos. Os bracarenses foram à baliza de Rui Patrício apenas “pela calada”, e Wilson Eduardo, que tem um doutoramento sobre como marcar golos ao Sporting, teve duas oportunidades: na primeira, falhou por centímetros. Na outra chance, já na segunda parte, rematou para golo, gelando por completo o Estádio de Alvalade, onde mais de quarenta mil espetadores presenciaram o triste espetáculo protagonizado pela equipa que apoiam incondicionalmente.

Mais uma vez, Wilson Eduardo voltou a faturar contra o Sporting Fonte: SC Braga
Mais uma vez, Wilson Eduardo voltou a faturar contra o Sporting
Fonte: SC Braga

Antes do golo, Abel Ferreira tinha colocado Hassan em campo, ao lado de Rui Fonte, colocando a equipa com dois avançados. Depois do disparo certeiro de W.Eduardo, retirou Rui Fonte de campo, colocando Pedro Tiba, que foi bastante perigoso nos últimos minutos, conduzindo vários contra ataques prometedores. Em suma, a estratégia do SC Braga resultou em pleno, perante uma equipa amorfa do Sporting. Com tantos reforços, Jorge Jesus já devia ter trabalhado melhor para ter mais jogadores de qualidade à disposição. Não servem as desculpas de cansaço, pois foi gasto dinheiro suficiente para se constituir um plantel com mais do que catorze soluções.

Anúncio Publicitário

Quando estamos a três jornadas do fim da primeira volta, o panorama é muito cinzento em Alvalade. A derrota com o SC Braga colocou o Sporting em estado de sítio, e é obrigatória uma resposta de leão já na próxima quinta feira, no Restelo. A Taça de Portugal é um objetivo vivo, o campeonato está tremendamente ameaçado e a Taça da Liga “não conta para o Totobola”. É hora de soar o alarme em Alvalade e obrigar todos os jogadores, sem exceção, a correr pelo leão rampante que ostentam na camisola. O que se viu hoje é claramente insuficiente para a exigência que deve nortear o rumo do Sporting Clube de Portugal.