Anterior1 de 4Próximo

Hoje jogou-se a penúltima jornada do campeonato para Sporting CP e Tondela FC. A equipa de Pepa continua na corrida dos aflitos, encontrando-se na 16ª posição e, mantendo-se assim, poderá ser a terceira equipa esta época que desce de divisão. Já o Sporting vem de uma vitória por uns expressivos 8-1 frente ao Belenenses e, caso vença hoje, pode também efetuar o melhor registo caseiro desde há 36 anos.

Nem um minuto de jogo e Renan já tinha sido obrigado a intervir depois de uma falha do central Jérémy Mathieu na sequência de uma investida de Tomané pelo corredor direito. Não aproveitou o Tondela, fê-lo o Sporting aos quatro minutos.  Num lance em que Ricardo Costa puxa a camisola de Luiz Phellype dentro da área, o árbitro Tiago Martins assinala uma grande penalidade que é convertida por Bruno Fernandes. E já lá vão 32 golos para o médio mais goleador de sempre da Europa.

Bruno Fernandes já conta com 32 golos marcados nesta época
Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Depois do golo, o Sporting subiu as suas linhas e, por outro lado, o Tondela teve muito pouca capacidade de reação. Os “leões” circulavam a bola com algum à vontade e conseguiram, inclusive, criar muitos lances de perigo. Um deles foi protagonizado pelo central Mathieu que, na sequência de uma falta de Joãozinho sobre Raphinha, cobra o livre com um remate fortíssimo, mas a bola passa por cima.

A partir dos 20 minutos, e depois de uma sequência de jogadas de perigo protagonizadas pelos atacantes “leoninos”, a partida ganhou uma índole muito confusa. Muitas foram as bolas perdidas a meio-campo por parte de ambas as equipas.

A equipa de Keizer via-se a ganhar e estava a conseguir impor o seu jogo de forma eficaz. Aos 23 minutos, uma jogada que começa pelos pés de Bruno Fernandes e passa por Raphinha, Ristovski e Luiz Phellype podia ter dado em golo, mas o avançado brasileiro adianta-se mais do que a bola. Instantes depois, foi a vez de Mathieu experimentar terrenos mais atacantes, onde faltaram alguns centímetros ao central para conseguir fazer o golo.

Foi um jogo calmo até ali, com o Sporting a comandar. Mas aos 35 minutos, a partida é interrompida por intervenção do VAR. Em causa estava o lance em que Ristovski deu uma cotovelada a Delgado dentro da área. O lateral da equipa verde e branca acabou mesmo por ser expulso depois de até estar a fazer um jogo bastante positivo até à altura. Mais uma vez, Ristovski vê-se impedido de jogar contra um grande.

A partir daí os ânimos ficaram um pouco exaltados. Bas Dost, do lado do banco, vê amarelo por protestos. 41 minutos decorridos da primeira parte e a verdade é que não houve muito a acrescentar nos minutos finais do primeiro tempo. O Sporting foi para o intervalo a ganhar 1-0, mas com muitas dificuldades pela frente numa segunda parte em que se iria ver obrigado a jogar com menos um.

A primeira oportunidade da segunda parte veio tarde. Aos 58 minutos, Cláudio Ramos diz presente, aliás, como até já é habitual, e faz uma grande defesa perante o remate do capitão do Sporting Bruno Fernandes. Raphinha, na recarga, não consegue resolver.

De seguida, é Renan quem é chamado a intervir depois de um erro defensivo de Coates. Depois de um remate de Jaquité, o guarda-redes brasileiro ainda persegue a bola, mas esta acaba mesmo por passar para lá da baliza.

Desengane-se quem acha que foi um jogo de ping-pong, mas por esta altura o duelo estava mesmo assim: oportunidades de um lado, oportunidades do outro. Tanto é que, de seguida, Luiz Phellype, depois de dominar a bola muito bem dentro da área, remata cruzado, mas, mais uma vez, a bola passa ao lado.

E se não era a sorte a sorrir à equipa de Pepa por tantas bolas ao lado da baliza, era Cláudio Ramos imperial a defender as suas redes. Depois de um cruzamento de Luiz Phellype, o guarda-redes português, exímio, não deixa que a bola passe para lá da linha depois de um remate forte de Mathieu. E ao que parece Jérémy estava em todo o lado: instantes seguintes, o central recupera a sua posição defensiva para o corte que dá canto para o Tondela.

Nesse mesmo canto, a equipa do Tondela faz o empate aos 67 minutos. O carrasco do costume, Tomané, estica-se e marca o golo que reacende a esperança da sua equipa às aspirações da manutenção. Depois disso, o Sporting não conseguiu segurar a bola e as ocasiões de perigo de ambos os lados começaram a escassear.

O Tondela sobe no terreno e cria muitas dificuldades à equipa leonina. Aos 72 minutos, Mathieu toca na bola, Jorge Fernandes ainda tenta encostar, mas Renan agarra a bola. Mais desinibida no ataque e muito mais consolidada ofensivamente, a equipa do Tondela estava cada vez mais confortável no jogo.

Aos 87 minutos, Cláudio Ramos volta a brilhar ao defender um excelente cabeceamento de Bas Dost. Mas dois minutos depois, foi a vez de Renan ripostar o protagonismo com uma excelente intervenção depois de um grande livre de Xavier. Para lá dos 90, o número 7 da equipa de Pepa ainda teve oportunidade de fazer o 2-1, mas acabou por rematar ao lado.

O Sporting CP com este empate caseiro já não conseguem alcançar o segundo lugar na primeira liga portuguesa. Na última jornada visita o campo do FC Porto e pode até decidir as contas do título entre “dragões” e “águias”. Os “leões” perderam a possibilidade de efetuar mais um recorde esta noite. O CD Tondela fica à espera do resultado do jogo dos “aflitos”, GD Chaves e Vitória FC, para fazer contas à vida. Perspetiva-se uma última jornada com emoções ao rubro, os “beirões” vão ter de suar bastante para se manterem no primeiro escalão do futebol português.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES

Sporting CP – R. Ribeiro, S. Coates, B. Fernandes, Acuña, Ristovski, Raphinha, Mathieu, C. Borja (Subst. Ilori, 69’), Phellype (Subst. Diaby, 88’), Wendel (Subst. Bas Dost, 77’), Gudelj.

CD Tondela – Cláudio, Jaquité (Subst. Pité, 75’), João Pedro (Subst. Xavier, 45’), Murillo, Delgado (Subst. Peña, 57’), Moufi, Tomané, R. Costa, Joãozinho, B. Monteiro, Jorge F.

 

 

Anterior1 de 4Próximo

Comentários