Anterior1 de 4Próximo

Em jogo a contar para o Troféu Cinco Violinos, torneio organizado em homenagem ao grupo mais icónico da história dos “leões”, o Sporting CP defrontou o Valencia nesta tarde de domingo.

O jogo até começou com o Valencia CF a ter mais bola, mas quem chegou à vantagem foi mesmo o Sporting. E começamos logo pelo golo porquê? Porque o tento foi mesmo aos quatro minutos, ainda as duas equipas não tinham ensaiado qualquer tipo de lance de maior relevo.

Depois de um cruzamento do suspeito do costume, Bruno Fernandes, Bas Dost remata forte para dentro das redes do guarda-redes Domenech. Estava feito o 1-0 para a equipa da casa.

A resposta veio logo cinco minutos depois. Aos nove minutos, por intermedio de Kondogbia, o Valencia depois de um canto batido por Parejo. A igualdade foi reposta e a verdade é que também nenhuma das equipas fez muito dentro de campo para se evidenciar, sendo o empate ajustado àquilo que estava a acontecer dentro de campo.

Estava a ser um jogo típico de pré-época: sem muito ritmo, sem muita intensidade, sem muito espetáculo. Muita posse de bola, muitos passes curtos, muitas jogadas calculadas, mas a verdade é que não passou disso até aos 27 minutos. Nesse mesmo momento, o Valencia cria perigo à baliza do Renan. Depois de um cruzamento pela direita de Wass, Maxi cabeceia picado para a baliza, mas o guarda-redes brasileiro do Sporting conseguiu segurar a bola.

Minutos depois, o Sporting ameaçava na área espanhola, mas Raphinha foi travado por Guedes que consegue tirar a bola ao extremo. A posse de bola para os espanhóis foi sol de pouca dura. Rapidamente perderam a bola e permitiram espaço para Vietto rematar cruzado à entrada da área aos 30 minutos. O remate saiu forte, mas ao lado.

Depois de uns minutos de maior ânimo dentro das quatro linhas, só aos 36 minutos é que ocorreu outro lance digno de destaque. Garay faz o remate, mas Renan, atento, impede que a bola entre. Na sequência da jogada, Kondogbia tenta aproveitar depois do ressalto, mas a bola sai mesmo muito por cima.

O jogo estava melhor, é verdade, mas ainda assim, não muito intenso. Poucos minutos antes do término do primeiro tempo, Domenech acaba por comprometer a sua equipa ao fazer uma má saída de bola, onde a mesma vai parar a uma zona proibida. Na zona central da entrada da área, Vietto aproveita a desatenção do guarda-redes e tenta fazer o segundo dos “leões”, mas a bola sai, mais uma vez, ao lado. O jogo ficou então empatado ao intervalo depois de uma primeira parte sem grande espetáculo.

O Valencia CF veio a Alvalade vencer o Sporting por 2-1 na 8.ª Edição do Troféu Cinco Violinos
Fonte: Valencia CF

A entrada para a segunda parte ficou marcada por um penalti logo aos 52 minutos a favor do Valencia. Mathieu fez falta sobre Rodrigo dentro da área e o árbitro João Pinheiro assinala penálti para os espanhóis. Renan defende o pontapé da marca dos 11 metros protagonizado pelo número 19 – Rodrigo. Nesse instante a bancada vibrou como se um jogo oficial se tratasse.

Depois de alguma emoção após o castigo máximo, o jogo voltou a esmorecer novamente e só aos 66 minutos houve algo para contar. Depois de um cruzamento de Rodrigo, Gameiro marca o 2-1 para o Valencia.

O Sporting não teve uma boa reação ao golo sofrido e a verdade é que as tentativas de resposta surgiram maioritariamente pelo lado direito, onde estava Thierry Correia. Numa das investidas do jogador, a bola sobra para o capitão do Sporting. Bruno Fernandes, dentro da área, pontapeia o esférico na atmosfera, mas a bola passa para lá do poste.

Aos 72 minutos, Thierry Correia arranca novamente pela direita e cruza para Raphinha. O brasileiro remata, mas a bola fica a razar o poste direito da baliza de Domenech. O Sporting começava a mostrar indícios de querer inverter a desvantagem no marcador, mas a quantidade de bolas a passar ao lado da baliza não foi um bom indicador nesse sentido.

Aos 76′, Bruno Fernandes surpreende todos (verdade seja dita: coisa difícil de fazer neste momento) menos o guarda-redes que defende um remate seu em arco. A bola veio com efeito, mas Cillessen, algo inconsequente em alguns momentos anteriores na partida, respondeu à altura e defendeu, impedindo o empate à equipa verde e branca.

A partida permaneceu assim e o Sporting acabou mesmo por perder o último encontro por 2-1 antes do primeiro jogo oficial da época 2019/2020 frente ao SL Benfica, em jogo a contar para a Supertaça 2019.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES

Sporting CP – Renan Ribeiro, Coates, Bruno Fernandes, Vietto, Raphinha, Jeremy Mathieu, Borja, Bas Dost, Thierry Correia, Wendel, Doumbia (entraram ainda Acuña, Luís Neto, Diaby, Luiz Phellype, Ilori, Eduardo Quaresma, Daniel Bragança, Gonzalo Plata)

Valencia CF – Domenech, Salva Ruiz, Kondogbia, Guedes, Jason, Parejo, Diakhaby, Wass, Manu Vallejo, Maxi, Garay (entraram ainda: Cillessen, G. Paulista, Gameiro, Cherychev, Gaya, Kang In, Coquelin, Rodrigo, Piccini, Uros, Jimenez, Villalba)

Anterior1 de 4Próximo

Comentários