Anterior1 de 3Próximo

sporting cp cabeçalho 1Sporting e Belenenses defrontaram-se este domingo em jogo a contar para a 32ª jornada da Liga NOS, com a equipa leonina a ser derrotada por 3-1. Numa partida que se realizou em horário pouco habitual para a nossa liga – o apito inicial do árbitro deu-se às 11h45 – e com um dia soalheiro, os adeptos leoninos compareceram em massa, com muitas mulheres, para celebrar o Dia da Mãe, tendo esgotado o Estádio José Alvalade.

A verdade é que a primeira parte não foi digna de tal afluência. As duas equipas entraram muito hesitantes na partida, com medo uma da outra em virtude do excesso de rigor tático. Apenas Matheus Pereira desequilibrava o jogo de tempos a tempos, mas sempre com falta de qualidade na decisão e com demasiada individualidade. A primeira parte resumia-se então em um remate para cada equipa e um jogo lento e sem ideias de parte a parte.

Na segunda parte tudo mudou: chegaram os golos, remates, a emoção e os casos. Se o recomeço do jogo assustou por parecer uma fotocópia da primeira parte, cedo essa ideia foi quebrada: Bruno César, com seis minutos de segundo tempo, ao minuto 51’, fazia o primeiro golo da partida. A jogada foi criada no lado esquerdo do ataque dos leões, com Bryan Ruiz, num cruzamento-remate, a obrigar Ventura a ir à linha defender. Na recarga foi Bruno César quem apareceu para finalizar, aproveitando o facto de o guarda-redes adversário estar fora do lance para marcar o golo inaugural.

Fonte: FPF
Fonte: FPF

Contudo, e apesar de o ritmo de jogo ter mudado totalmente, a partida estava longe de sorrir ao Sporting. Menos de 15 minutos depois do golo leonino foi a vez de o Belenenses ser feliz, com o árbitro a assinalar grande penalidade por braço de Matheus Pereira, decisão essa correta. Da marca dos 11 metros, Abel Camara não falhou e colocou o empate no marcador, celebrando depois efusivamente para repudio dos adeptos leoninos.

A partir daqui tudo se inverteu: o Belenenses ganhou alento a partir do golo e subiu na partida, ao contrário do Sporting, que se assustou com o tardio tento belenense e caiu num fosso anímico. Foi então nesta fase do jogo que a equipa azul e branca marcou os dois golos que lhe deram a vitória, ambos resultantes de cruzamentos que deixam a defesa do Sporting muito mal na fotografia. Primeiro foi o jovem Dinis Almeida, num bom remate no ar e de primeira, e por fim foi o defesa Gonçalo Silva, que aproveitou uma falha incrível da defesa leonina em plena pequena área.

O resultado final ficou então em 1-3, com o Sporting a ficar assim matematicamente afastado do título e do segundo lugar, lutando agora com o Vitória SC pelo terceiro lugar, que tem a hipótese de ficar hoje a apenas cinco pontos dos vice-campeões nacionais. Já o Belenenses consolidou assim o 13º lugar.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários