sporting cp cabeçalho 2

O Sporting CP venceu hoje o Vitória de Setúbal de forma tranquila, aproveitando da melhor forma a derrota do Benfica nos Barreiros. Os leões venceram os sadinos por dois golos, mas facilmente podiam ter vencido por mais, tendo em conta as oportunidades de golo de que dispôs.

Jorge Jesus optou por deixar Joel Campbell no banco, com Bryan Ruiz a ser a grande novidade no onze inicial, jogando nas costas de Bas Dost, tendo alternado de posição com Bruno César durante a partida. Os verde e brancos entraram muito fortes na partida, tendo aberto o marcador logo aos sete minutos, com William Carvalho a aproveitar um belo cruzamento de Gelson Martins para abrir o ativo. Antes disso, já Bas Dost e Bryan Ruiz tinham feito suspirar os milhares de adeptos nas bancadas. A primeira parte foi um passeio para os leões, dado que o Vitória não efetuou qualquer remate nesse período. Rui Patrício foi um mero espetador na primeira parte, tal a avalanche de futebol protagonizada pela sua equipa. Bas Dost esteve numa noite desinspirada, contudo ainda marcou um golo, bem anulado, pela equipa de arbitragem. Pouco depois desse lance, chegou o segundo golo leonino, no momento da noite. Bruno César, num livre batido no flanco direito do ataque, marcou um golo fantástico, fazendo a bola sobrevoar o guardião setubalense, Bruno Varela. Um momento sublime, mais um, do brasileiro que está a encantar Alvalade nesta temporada.

A segunda parte foi mais calma, com menos ascendente do Sporting, apesar de William Carvalho e Adrien Silva (depois substituído por Elias) terem sido donos e senhores do meio campo durante todo o encontro. Sebastián Coates teve alguns calafrios, mas Ruben Semedo, o seu colega de setor, esteve sempre atento na resolução dos percalços. Neste segundo período do encontro, há ainda a registar mais um golo anulado aos leões, num lance em que o árbitro erra duas vezes. Num primeiro momento, deixa seguir o jogo quando Coates ajeita a bola com o braço e, no seguimento da jogada, anula um golo limpo por alegada falta de Coates, novamente, sobre Bruno Varela. Aliás, num jogo fácil de dirigir, que não teve muitas quezílias nem lances polémicos, o árbitro portuense conseguiu estar mal, com um critério de marcação de faltas e amostragem de cartões absolutamente ridículo.

Assim, fica ainda mais apelativo o dérbi do próximo domingo frente ao Benfica, no Estádio da Luz. Com os resultados deste fim de semana, os eternos rivais ficam separados por apenas dois pontos e, no próximo domingo, vamos ter jogo grande em Lisboa. Os leões podem passar para a frente do campeonato e esperam, com certeza, repetir a exibição do ano passado, quando lá venceram por 3-0. Espero que Jorge Jesus poupe jogadores na Polónia e aposte tudo no jogo da Luz, pois passar para a frente do campeonato é bem mais importante que ir para a Liga Europa.

Anúncio Publicitário