Anterior1 de 3Próximo

sporting cp cabeçalho 2

 O Sporting CP venceu esta noite o Olympiacos FC por 3-1, na quinta jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões, garantindo assim o apuramento para a Liga Europa e mantendo viva a esperança para chegar aos oitavos de final da Liga Milionária, decidida na próxima jornada. Como era de esperar, a equipa leonina entrou em campo com muitas alterações face ao último jogo, de menor exigência, contra o Famalicão, com Jorge Jesus a fazer alinhar o seu melhor onze: os regressos de Mathieu, Bruno Fernandes ou William Carvalho foram óbvios, dada a importância da partida desta noite, que definiria o destino europeu dos “leões”.

E o destino poderia ter ficado traçado bem cedo! Logo ao primeiro minuto, no primeiro lance de perigo do encontro, bola no poste da baliza do Olympiacos: Gelson Martins apareceu solto na direita, cruzou atrasado, e na segunda vaga Rodrigo Battaglia atira ao ferro da baliza de Silvio Proto, que ainda toca na bola com uma fantástica defesa. Na recarga, aconteceu depois o impossível, com Bas Dost, de baliza escancarada, a atirar por cima. Um erro que, a este nível, pode valer imenso.

Bruno Fernandes tentou corrigir a falha aos quinze minutos, mas teve o mesmo destino. Bas Dost assistiu na perfeição o português, mas este, na cara de Proto, tentou colocar demasiado o remate cruzado, e a bola acabou por sair por cima. Eram já duas grandes ocasiões para o Sporting, mas ambas mal aproveitadas. Ainda assim prevalecia o domínio completo dos “leões”, com o Olympiacos a criar perigo pela primeira vez ao minuto vinte, por Pardo, e num remate que não assustou Rui Patrício.

A partir daqui, a partida complicou: o Sporting desmotivou depois dos lances desperdiçados e o jogo ficou partido, aborrecido, intercalado entre perdas de bola da equipa portuguesa e contra-ataques infrutíferos dos gregos. O Estádio José de Alvalade só despertou aos quarenta minutos e por bons motivos, em dose dupla: de um momento para o outro, em três minutos, a equipa leonina marcava duas vezes e quase carimbava a manutenção europeia. Primeiro foi Bas Dost, à “matador”, a encostar para o fundo da baliza do Olympiacos, após assistência de Gelson Martins; e praticamente na jogada seguinte marcava Bruno César, num lance de insistência do ataque verde-e-branco, a atirar fulminante para as redes defendidas por Proto.

Apesar de uma primeira parte irregular, o Sporting ia para o intervalo a vencer com justiça por 2-0, depositando agora as suas esperanças num golo catalão que surgisse em Turim, no jogo entre a Juventus e o Barcelona, para ainda ter hipótese de passar aos oitavos de final da Liga dos Campeões.

O momento dos festejos do primeiro golo leonino Fonte: Bola Na Rede
O momento dos festejos do primeiro golo leonino
Fonte: Bola Na Rede

Para tentar alterar o rumo dos acontecimentos, Takis Lemonis fez entrar, no início da segunda parte, Sebá no lugar de Carcela-González, ambos jogadores com passagens pelo campeonato português. Apesar da mudança tática no lado visitante, o Sporting foi quem entrou melhor em campo, tentando dilatar a sua vantagem no marcador, através de ataques rápidos pelo lado direito conduzidos pelo irrequieto Gelson Martins, mas o terceiro tento não chegou a surgir. André Pinto, ao minuto 57 e após livre indireto marcado por Bruno César, esteve muito perto de poder celebrar o primeiro golo oficial pelos “leões”, contudo o seu cabeceamento não levou o destino desejado pelos adeptos. Olympiakos teve a sua primeira oportunidade num livre ao minuto 65, por intermédio de Engels, mas sem grande dificuldade para Rui Patrício. A equipa da casa logo a seguir fez o terceiro golo: na sequência de um canto batido por Bruno Fernandes, Bas Dost bisou no encontro e praticamente sentenciou a partida.

O Sporting parecia não querer abrandar o ritmo de jogo, e voltou a ameaçar as redes de Proto, desta vez por Mathieu, num livre direto ao minuto setenta, que fez a bola beijar a malha superior da baliza do conjunto grego. O desperdício verde-e-branco ia imperando no campo, visto que a equipa comandada por Jorge Jesus não sabia aproveitar da melhor forma as oportunidades que conseguia criar: ao minuto 74, Bruno Fernandes falhou uma bela ocasião para fazer o 4-0, após um bom trabalho individual dentro da área grega.

O Olympiacos ainda conseguiu reduzir a diferença no marcador à entrada dos últimos minutos do jogo, com o golo a ser apontado por Vadis Odjidja, assistido pelo português Diogo Figueiras, embora não tenha sido mais do que um “golo de honra”, uma vez que o Sporting não tremeu como no jogo na Grécia.

O árbitro apitou pouco depois para o final do encontro, e o Sporting garantiu a manutenção nas provas europeias. A equipa treinada por Jorge Jesus ainda mantém as esperanças intactas em qualificar-se para os oitavos da Liga dos Campeões, já que a Juventus e o Barcelona empataram a zero no Allianz Stadium. Desta forma, os “leões” estão em terceiro lugar, com sete pontos, com os italianos em segundo, com oito pontos.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários