A CRÓNICA: LEÃO ESTÁ PREPARADÍSSIMO PARA A NOVA TEMPORADA

No último de jogo de preparação antes da Supertaça, o campeão Sporting CP recebeu e bateu o Olympique Lyonnais por 3-2, conquistando assim o Troféu Cinco Violinos. Uma partida onde o conjunto leonino deu boas indicações aos seus adeptos que depositam todas as esperanças na conquista do bicampeonato. O grande destaque do encontro vai para o bis de Paulinho que está em “ponto rebuçado” para o duelo da Supertaça frente à sua antiga equipa, o SC Braga.

Uma das grandes dúvidas para o jogo de hoje passava por perceber qual seria a dupla de meio-campo escolhida por Rúben Amorim. João Palhinha e Matheus Nunes foram os dois escolhidos para começar de início frente ao Lyon, equipa convidada para a nona edição do Troféu Cinco Violinos.

O Sporting CP entrou com maior vontade, a pressionar fortemente o Lyon à saída da sua área, contudo até foi o conjunto visitante a inaugurar o marcador em Alvalade: aos oito minutos, boa combinação do ataque francês com Dembélé a assistir de calcanhar Houssem Aouar para o primeiro golo da partida.

A primeira reação ao tento sofrido surgiu aos 13 minutos, num remate fora de área de Paulinho que não causou qualquer perigo ao guardião português Anthony Lopes. No minuto a seguir, Paulinho voltou a tentar a sua sorte, após boa combinação com Matheus Nunes, só que Anthony Lopes respondeu com uma bela defesa a desviar a bola para o poste da sua baliza. Aos 16’, foi Pedro Gonçalves a atirar para mais uma boa defesa do número um dos franceses.

Anúncio Publicitário

O Lyon estava a criar algumas dificuldades ao Sporting CP que queria rapidamente chegar ao empate da partida, e conseguiu aos 31 minutos: a jogada começou com um espetacular passe de trivela de Jovane a isolar Pedro Gonçalves que assistiu Paulinho, onde o avançado, após alguma confusão na defesa francesa, rematou para o fundo das redes e colocou o marcador igualado. O passe nas costas da defesa do Lyon estavam a ser o desbloqueador da partida até ao momento para o lado leonino, e foi assim que Pedro Gonçalves fez o 2-1, onde Gonçalo Inácio fez um soberbo passe que deixou o melhor marcador da Primeira Liga 2020/2021 isolado na cara de Anthony Lopes.

Após o segundo golo, o Sporting CP optou por baixar o ritmo da partida e isso fez com que o jogo perdesse algum interesse até ao apito para o descanso. O intervalo com o campeão nacional na frente do marcador de forma totalmente justa.

Para o segundo tempo, o Sporting CP alterou apenas o seu equipamento, usando agora o alternativo de tons amarelo fluorescente. O faro por mais golos manteve-se intacto e foi sem grande surpresa que os comandados de Rúben Amorim festejaram mais um golo, outra vez Paulinho aos 50’, depois de uma boa jogada de contra-ataque entre Nuno Mendes, Pedro Gonçalves e o 21 leonino.

A má notícia do jogo foi a lesão de Nuno Mendes aos 61 minutos, que teve mesmo de sair e foi rendido pelo reforço Rúben Vinagre.

As muitas substituições nos dois lados, aliada à diferença de dois golos no marcador, foram o principal motivo para a diminuição de ritmo de jogo e os poucos lances de perigo, com exceção para os remates de Tiago Tomás (77’) e Nuno Santos (81’).

No regresso a Alvalade, Slimani ainda marcou perto do fim o 3-2, embora já não houvesse mais tempo para mais. O jogo terminou mesmo com uma vitória do Leão por 3-2, que termina da melhor forma a sua pré-época e está pronto para o embate de dia 31 a contar para a Supertaça, onde terá a possibilidade de conquistar o primeiro troféu da nova época que se antevê de elevada exigência.

 

A FIGURA
Sporting CP
Fonte: Sebastião Rôxo / Bola na Rede

Paulinho – O avançado foi o grande destaque da partida, ao bisar na partida e dar mostras de querer ter uma alta performance individual ao longo da temporada 21/22. Frente ao Lyon, o número 21 esteve bastante em jogo, sendo uma enorme dor de cabeça para a defesa adversária.

O FORA DE JOGO
Sporting CP
Fonte: Sebastião Rôxo / Bola na Rede

Marcelo Guedes – O experiente central brasileiro teve uma noite complicada em Alvalade. Nunca conseguiu vencer um duelo contra os homens mais avançados do Sporting CP e não evidenciou a tranquilidade que lhe é característica nas ações com  e sem bola, o que acabou por complicar a luta pela vitória da sua equipa.

 

ANÁLISE TÁTICA – SPORTING CP

Antes do duelo já a sério contra o SC Braga, o Sporting CP queria terminar a pré-época com um triunfo e deixar bons indicativos para uma temporada que se prevê bastante exigente para o campeão nacional. O técnico Rúben Amorim apresentou um onze inicial muito próximo daquele que muito provavelmente será o onze titular na partida da Supertaça: no habitual sistema 3-4-3, o grande destaque foi para a dupla de meio-campo formada por João Palhinha e Matheus Nunes.

A entrada do conjunto verde e branco foi assertiva, a pressionar fortemente a defesa visitante e a querer ter mais bola, só que o golo sofrido antes dos 10 minutos iniciais veio abalar a boa entrada dos campeões nacionais. Em desvantagem, o Sporting CP partiu em busca de chegar à igualdade e conseguiu inclusive operar a reviravolta em cinco minutos, graças aos golos de Paulinho (31’) e Pedro Gonçalves (36’).

No segundo tempo, a equipa manteve a mesma elevada intensidade e forte pressão sobre o adversário, e marcou mais um golo e não teve grande dificuldade em manter o Lyon sob controlo e longe da sua área até ao apito final do árbitro. Os comandados de Rúben Amorim estão preparados para o jogo da Supertaça, frente ao SC Braga no próximo dia 31.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Antonio Adán (5)

Ricardo Esgaio (5)

 Zouhair Feddal (6)

Sebastián Coates (6)

Gonçalo Inácio (6)

Nuno Mendes (6)

João Palhinha (5)

Matheus Nunes (6)

Pedro Gonçalves (6)

Jovane Cabral (6)

Paulinho (7)

SUBS UTILIZADOS

Nuno Santos (6)

 Rúben Vinagre (5)

Tiago Tomás (6)

Bruno Tabata (5)

Matheus Reis (5)

Gonzalo Plata (5)

 

ANÁLISE TÁTICA – OLYMPIQUE LYONNAIS

A jogar o primeiro de dois jogos em solo português, o Olympique Lyonnais tinha um duelo interessante frente ao vencedor da última edição da Primeira Liga, o Sporting CP. O novo treinador dos franceses, Peter Bosz, anda à procura de trazer o sucesso à equipa do guardião Anthony Lopes e aproveitou a partida em Alvalade para fazer algumas experiências. Os Les Gones entraram num 4-3-3, com o regressado de empréstimo Moussa Dembélé a assumir o lugar mais avançado no esquema tático para o encontro desta noite.

A entrada dos franceses até não foi a melhor, devido à forte pressão leonina na saída de bola na primeira fase de construção, mas o certo é que a dupla Aouar e Dembélé fez estragos na frente de ataque e chegou ao 0-1 aos oito minutos. A equipa visitante até consiga fazer boas combinações no meio-campo ofensivo, embora a grande dificuldade no primeiro tempo tenha sido a pressão verde e branca que forçava o Lyon a errar perto da sua área. Duas desatenções do setor recuado acabaram por permitir a reviravolta do Sporting.

O início da segunda parte ainda trouxe um Lyon com muitas dificuldades em atacar a baliza do Sporting CP, muito por culpa da exibição de alto nível do conjunto visitado. A equipa francesa raramente criou perigo à defesa leonina, tendo sido um adversário inofensivo para a turma comandada de Rúben Amorim, pelo que Peter Bosz tem ainda muito trabalho pela frente até colocar o Lyon à sua imagem, antes do início oficial da temporada.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Anthony Lopes (5)

Henrique Silva (4)

Sinaly Diomandé (5)

Marcelo Guedes (3)

Léo Dubois (5)

Maxence Caqueret (4)

Jean Lucas Oliveira (5)

Houssem Aouar (6)

Karl Ekambi (6)

Maxwell Cornet (5)

Moussa Dembelé (6)

SUBS UTILIZADOS

Thiago Mendes (5)

Jason Denayer (5)

Malo Gusto (4)

Damien da Silva (5)

Islam Slimani (6)

Rayan Cherki (4)

Habib Keita (4)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome