sporting cp cabeçalho 1 O jogo entre o Sporting e os romenos do Potaissa Turda só teve um sentido: a baliza da equipa da Europa de Leste, culminando com a vitória da equipa portuguesa por 37-28. Aliás, a equipa leonina entrou no jogo com tal garra que colocou completamente a leste do jogo esta equipa do leste da Europa. O Sporting começou com Matej Asanin na baliza, que esteve até aos 15 minutos da 2ª parte em jogo.

O guardião croata fez uma exibição soberba. Apenas alguns exemplos: logo aos 5 minutos de jogo destaque para uma defesa com o pé esquerdo, numa verdadeira mancha, perante um remate do pivot do Turda; aos 23 minutos de jogo, com uma brilhante defesa com os pés; aos 28 minutos, defesa com as mãos, face a um remate de longa distância de um jogador da equipa romena. Também não ficou atrás a exibição do guardião romeno, com excelentes defesas principalmente na segunda parte do jogo.

O Sporting apresentou, desde muito cedo na partida, momentos ofensivos que mostram a maturidade técnico-tática e coordenação dos seus jogadores. Esta maturidade ofensiva determinou que o marcador tivesse sempre inclinado a favor dos verdes e brancos. Aos 15 minutos da primeira parte, o Sporting destacava-se no marcador com 11 golos marcados contra apenas 5 sofridos.

Destaque, neste plano, para a jogada leonina aos 12 minutos de jogo, uma combinação entre o central Carlos Ruesga, o lateral João Paulo Pinto e o ponta-esquerdo Ivan Nikcevic, terminando com um golo fantástico do jogador sérvio. Na verdade, o ponta-esquerda leonino foi responsável por grande parte dos golos da equipa, com remates certeiros e eficazes.

A segunda partida irá ser jogada dia 27 de maio Fonte: Super Sporting
A segunda partida irá ser jogada dia 27 de maio, na Roménia
Fonte: Super Sporting

O processo ofensivo do Sporting encontrou em Carlos Ruesga o seu maestro indiscutível, pautando as oscilações atacantes da equipa. Na segunda parte, o Professor Hugo Canela trocou o pivot, substituindo Michael Kopko por Igor Zabic.

Destaque ainda para Janko Bozovic que se revelou um rematador de longa distância na equipa do Sporting ao longo do jogo, com remates bastante fortes e certeiros. A equipa do Turda permaneceu sempre com uma defesa de marcação individual, forçando cada elemento da equipa do Sporting a ter necessidade de se libertar dessa marcação e a procurar espaços vazios sem bola.

No ataque, a equipa do Turda foi demasiado lenta, com circulações de bola sem objetivo definido, tornando o seu jogo bastante previsível. A tradicional defesa 6 – 0 do Sporting foi mais do que suficiente para neutralizar qualquer investida da equipa romena.

No plano defensivo, destaque para a muralha construída por dois homens do Sporting na primeira parte: Kopko e Bosovic, impedindo a progressão do pivot da equipa do Turda. Em resumo, a equipa do Sporting acabou por ganhar esta primeira mão da Final da Taça Chalenge com uma vantagem de 9 golos.

Mas será essa vantagem suficiente para o Sporting conquistar o mesmo troféu europeu que conquistou na época 2009/2010? Para isso é preciso que a equipa do Sporting não se ponha a leste, numa segunda mão a disputar no leste da Europa.

Foto de Capa: Fórum SCP

Comentários