Anterior1 de 4Próximo

De facto, a Liga Europa é mesmo outra conversa para o Leão. O Sporting CP carimbou esta noite a passagem à próxima fase da competição, após vencer no seu reduto o PSV Eindhoven por 4-0. Uma primeira parte de grande nível foi o suficiente para os comandados de Silas levarem de vencida uma apática equipa holandesa.

O Sporting começou mesmo inspirado nesta noite europeia. Parece que a paragem fez bem à equipa leonina que, logo aos três minutos, tentou criar perigo. Depois de uma jogada construída pela direita, Rosier ameaça com o remate, mas a bola é defendida por Lars Unnerstall.

O Sporting continuava a arriscar, mas com conta peso e medida. Aos sete minutos, eis que surge mais uma excelente jogada entre Wendel, Bolasie e Bruno Fernandes. O número oito do clube verde e branco rematou forte, mas o guarda-redes adversário impõe-se novamente ao perigo leonino.

Perigo esse que foi traduzido no primeiro tento da equipa de Silas instantes depois. Ainda nos sete minutos, Bruno Fernandes aparece nas costas da defesa depois do lançamento de Acuña. O capitão do Sporting, com toda a classe, faz a assistência com o peito do pé para Luiz Phellype que só teve de encostar de cabeça.

Anúncio Publicitário

O Sporting estava à vontade no jogo e a partir daqui também no resultado. A equipa de Alvalade foi, nestes primeiros minutos, uma equipa muito compacta e que estava também fechar bem as suas linhas. As coisas já estavam a correr bem aos pupilos de Silas, verdade seja dita, por mérito próprio, mas conseguiram ficar ainda melhores: aos 16 minutos, Bruno Fernandes remata do meio da rua. Mais colocada a bola não poderia ser! Não houve mesmo qualquer hipótese para Lars Unnerstall.

Mesmo depois do 2-0, o Sporting não abrandou o ritmo e continuou com pressão alta sobre o seu adversário nos minutos após o segundo. Ainda assim, houve espaço para Bruma brilhar do outro lado do campo. Aos 29′, Bruma consegue ganhar espaço dentro da grande área para o remate. Falso alarme: a bola sai ao lado.

Bruno Fernandes marcou o segundo da noite
Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Parece que falámos cedo demais… O Sporting baixa a sua intensidade de jogo e permite ao PSV criar mais espaços. O jogo abrandou e passou a ser mais disputado na zona de meio-campo. Só aos 42 minutos é que surgiu mais emoção dentro das quatro linhas: depois de uma grande salganhada dentro da área em que os da casa não conseguiram aproveitar, eis que se faz magia novamente depois de um canto! Jérémy Mathieu surge ainda a “mergulhar” no relvado e marca o terceiro da noite.

Os jogadores saíam assim para os balneários de barriga cheia, com um resultado confortável e, há que dizer também, merecido! Uma primeira parte de encher as medidas por parte da equipa de Silas que, arriscamo-nos a dizer, não se via assim tão confortável a jogar em Alvalade há muito.

O segundo tempo começou com dupla alteração no lado visitante – Bruma e Pablo Rosario a serem rendidos por Gakpo e Gastón Pereiro respetivamente -, e houve logo uma ameaça à baliza de Luís Maximiano, por intermédio de Ihattaren na sequência de um cruzamento do lado esquerdo, mas o jovem guardião respondeu bem com uma defesa espetacular. O remate perigoso no reatamento da partida mostrou bem que van Bommel não perdoou os seus pupilos ao intervalo pela má exibição na primeira parte e queria mais e melhor.

A resposta ao remate do PSV surgiu aos 57′, numa rápida transição leonina em que a bola vai parar aos pés de Luciano Vietto que remata em arco e passa perto da barra. Não foi nesse lance que o Sporting chegou ao quarto golo, mas sim através de uma grande penalidade ao minuto 65: Acuña conquistou o castigo máximo que Bruno Fernandes aproveitou com toda calma para fazer o seu segundo golo no encontro.

O 4-0 no marcador fez diminuir o ritmo da partida, também por culpa das substituições feitas por Silas, e o Sporting limitou-se a fazer uma boa circulação de bola e esperar pelo apito final do árbitro.

O conjunto leonino garantiu os três pontos com muita categoria, assim como a passagem aos 16 avos de final da Liga Europa. Quanto ao primeiro lugar do grupo, essa posição será discutida na última jornada, quando o Sporting CP viajar até à Áustria para defrontar o LASK Linz, que venceu o Rosenborg BK no outro encontro deste grupo D.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES:

Sporting CP – Luís Maximiano (GR), Marcos Acuña, Jérémy Mathieu (Luís Neto, 73′), Tiago Ilori, Valentin Rosier, Idrissa Doumbia,Wendel (Rafael Camacho, 79′), Bruno Fernandes, Luciano Vietto, Yannick Bolasie e Luiz Phellype (Jesé Rodríguez, 67′)

PSV Eindhoven – Lars Unnerstall (GR), Denzel Dumfries, Nick Viergever, Timo Baumgartl, Michal Sadílek, Jorrit Hendrix, Pablo Rosario (Gastón Pereiro, 45′), Mohammed Ihattaren, Steven Bergwijn (Ryan Thomas, 79′), Bruma (Gakpo, 45′) Donyell Malen

Anterior1 de 4Próximo

Comentários