logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Sporting

Sporting CP | Mais dois títulos internacionais. Não, não é sobre futebol

O Sporting CP nunca foi e nunca será apenas um clube de futebol, mesmo que agora essa modalidade esteja a passar por uma boa fase.

Aliás, seria injusto esquecer a essência deste clube e cair no erro fácil que muitos outros clubes desportivos caem em menosprezar as ditas modalidades amadoras agora que o futebol “está a dar”. E isso só depende dos adeptos e sócios leoninos.

Apesar de nos considerarmos diferentes por nunca deixarmos de acompanhar uma equipa de futebol que pouco tem ganho durante longos anos, e sempre darmos importância a todas as outras modalidades, na última semana tive dois sentimentos antagónicos.

Tive um sentimento de tristeza ao ver, a meio da semana, o pavilhão quase despido de público quando a equipa de andebol do Sporting ia defrontar uma das melhores equipas europeias da modalidade. Mesmo assim os leões dentro de campo arrancaram um bom resultado dada a qualidade do adversário. O sentimento aumentou quando a equipa de futsal jogou para a liga portuguesa e o cenário nas bancadas foi semelhante apesar de um pouco mais composto.

Se no primeiro caso haveria a “desculpa” de ser um jogo a meio da semana em horário que muitos ainda estão a regressar a casa, no segundo não se justifica uma vez que a partida se disputou a um sábado (talvez por isso estivesse mais publico).

Ou seja, apesar de sermos o clube mais eclético, e de irmos reclamar como leões para a net quando surge algum rumor de menor investimento nas modalidades, a verdade é que neste ponto somos apenas como todos os outros. Se não for um jogo em que calhe no mesmo dia de um encontro de futebol ou um jogo contra rivais da segunda-circular, o pavilhão não enche. E é tão injusto para atletas e modalidades que nos deram e continuam a dar tanto.

Apesar de tudo isso, os atletas continuam a manter este clube como o mais eclético e mais titulado. Mas os adeptos e sócios leoninos que não se esqueça que hoje em dia um clube é gerido como uma empresa, e se uma modalidade perde razão de existir, ou seja, deixe de ganhar ou de atrair o interesse do publico, é extinta. E depois, não vale a pena vir reclamar porque o verdadeiro problema foi nosso que ficámos apenas nas redes sociais a reclamar e não fomos apoiar onde verdadeiramente interessa.

Mas para contrariar esse sentimento menos positivo da semana para mim, tivemos mais duas atletas a conquistar títulos internacionais. E refiro-me mais concretamente a Auriol Dongmo no lançamento do peso e Teresa Bonvalot no Surf.

Auriol Dongmo, a atleta dos Camarões naturalizada portuguesa que representa o Sporting sagrou-se campeã do mundo de lançamento do peso ao arremessar a uma distância de 20,43M, fixando um novo record nacional.

Para quem perdeu:

Lançamento que valeu o título mundial a Auriol Dongmo no lançamento do Peso. pic.twitter.com/VZ0FJQDiPP

— Tiago Teixeira (@TTduty) March 21, 2022

Esta marca foi conseguida no penúltimo lançamento pouco depois de ter sido ultrapassada por duas atletas, o que demonstra a fibra e vontade de vencer e lutar contra as contrariedades que surgem. É desta “massa” que se fazem os campeões, ou dos que têm maiores condições de um dia chegarem a esse nível.

A atleta de 31 anos teve uma evolução estratosférica desde que se mudou para o Sporting, e muitos apontam que tem ainda uma margem muito grande para evoluir. Ou seja, no clube leonino mora mais uma campeã mundial que pode dar muitas mais conquistas a Portugal e ao maior clube português e um dos maiores do mundo.

Outra conquista da semana foi a de Teresa Bonvalot que se tornou campeã Europeia de Surf. A surfista Sportinguista, ao conquistar a prova que se disputou em Israel, na praia Kontiki, conseguiu assegurar pontuação suficiente para poder festejar o título quando ainda falta disputar uma prova.

A qualidade da atleta leonina é tão grande que na final fez a melhor onda do evento com uma pontuação de 9,63 (incluindo a competição masculina). Este feito, ainda mais numa fase decisiva, mostra a qualidade que surfista de 22 anos tem, e sendo tão jovem, o quanto ainda pode crescer dentro da modalidade.

🏆🌊 Com a melhor onda da prova em Israel e o terceiro título da carreira no circuito de qualificação. Teresa Bonvalot é campeã europeia de surf https://t.co/P5PtPeKg7M

— Tribuna Expresso (@TribunaExpresso) March 26, 2022

Temos, portanto, mais um diamante nas fileiras leoninas. Ou melhor, dois.

Sporting Clube Mundial. Um clube que não é só futebol.

Este texto é principalmente para enaltecer as grandes conquistas de duas atletas de topo que o Sporting tem a sorte de ter nas suas fileiras (e tenho a certeza que elas também se consideram sortudas por pertencerem a um clube que lhes dá todas as condições para crescer) mas também para alertar e relembrar os Sportinguistas que o clube eclético precisa de uma massa adepta também ela eclética e não apenas “futebólica”. Porque as modalidades não servem apenas para nos irmos gabar para os nossos amigos na net quando ganhamos títulos. Se for só para isso, mais tarde ou mais cedo acabam.

A prova provada é que nunca os textos que escrevo sobre as modalidades do Sporting têm tantas “views” e “likes” como os que são dedicados ao futebol, mas eu escrevo essencialmente para enaltecer os feitos do Sporting e dos Sportinguistas independentemente da modalidade, sem me preocupar muito com “modas”, apesar de escrever mais vezes sobre futebol principalmente porque os agentes que o rodeiam deram muito mais que falar, principalmente por maus motivos (que é o que gostamos).

Sporting é Sporting independentemente de ser com a bola nos pés, nas mãos, ou mesmo sem a mesma, seja jogado no estádio, no ringue, numa pista ou piscina.

PS1: Desde já peço desculpa à Auriol Dongmo e à Teresa Bonvalot por, apesar de lhes querer dedicado este texto, me ter desviado um pouco do tema e feito disto um alerta. Mas indiretamente tem também a ver com elas, e as modalidades que praticam.

PS2: Estava a escrever este texto enquanto acompanhava o derby de Basquetebol contra um rival direto na luta pelo titulo, que infelizmente perdemos, quando no fim o nosso treinador parecia estar a ler os meus pensamentos ao fazer as suas declarações na “Flash”.

Nascido no seio de uma família adepta de um clube rival, criou ligação ao Sporting através de amigos. Ainda que de um meio rural, onde era muito difícil ver jogos ao vivo do clube de coração, e em tempos de menos pujança futebolística, a vontade de ser Sporting foi crescendo, passando a defender com garras e dentes o Sporting Clube de Portugal.

Nascido no seio de uma família adepta de um clube rival, criou ligação ao Sporting através de amigos. Ainda que de um meio rural, onde era muito difícil ver jogos ao vivo do clube de coração, e em tempos de menos pujança futebolística, a vontade de ser Sporting foi crescendo, passando a defender com garras e dentes o Sporting Clube de Portugal.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA