É verdade, este título foi inspirado num vídeo lançado nos canais oficiais do clube, o qual juntava atletas do Sporting CP e SL Benfica, querendo passar a mensagem de união. Quanto a união já lá vamos, mas este vídeo ou foi mal pensado ou então tem alguma mensagem subliminar.

Digo que foi mal pensado, não por ser em conjunto com o nosso eterno rival, mas por ter sido apenas com ele. Se queriam mostrar união, ficaria bem mais forte um vídeo em que todos os clubes fossem incluídos. Podem dizer que nem todos estavam disponíveis para o fazer, o que neste caso nem acredito que acontecesse, mas com certeza conseguiam pelo menos mais dois ou três emblemas que se disponibilizassem a participar numa iniciativa que poderia ter tido em excelente impacto.

Se não foi um erro de casting então só pode ser uma mensagem subliminar de união entre clubes da Segunda Circular. Algo que já muitos desconfiam há muito, pelo menos desde que entra direção do Sporting CP tomou posse. Desde o início que se fala em influência do clube encarnado na direcção leonina, mas não vou por aí, uma vez que não tenho nada concreto que o possa comprovar. Já o facto de ver uma aproximação entre direções dos dois clubes, não tenho dúvidas depois de ver esta união de facto em vídeo.

Anúncio Publicitário

Não digo que não deva haver união no futebol, mas o Sporting tem a mania de se associar ao SL Benfica ou ao FC Porto e sempre com resultados catastróficos para os de Alvalade. Em todas as vezes que nos aproximámos de um destes dois ficamos a perder. E quando um clube precisa associar-se a outro para se afirmar só mostra que não tem poder. Não é o que os outros clubes ditos pequenos fazem? Nós ainda somos considerados um dos grandes, não?

Se queremos falar de união, o Sporting CP devia primeiro virar-se para dentro e acabar com os grupos e grupetas que sempre teve nos seus corredores. Se querem união, que se unam lá dentro por um bem maior, o do Sporting CP.

A mensagem de um só clube deveria vir de dentro do Sporting CP, isso sim. Só quando o Sporting CP for verdadeiramente um só clube e trabalhar sem que tenha sempre outra facção a tentar boicotar o trabalho de quem dirige, poderá ambicionar a ser forte, a tornar-se novamente um dos maiores, sem ter que se associar à ninguém. E é nesta parte que virão os “Brunistas” dizer que foi o que Varandas e Rogério Alves andaram a fazer a Bruno de Carvalho. As “varandetes” dirão que é o que os “Brunistas” andam agora a fazer à actual direção e isto nunca terá fim.

Mas isto tem de parar. Alguém tem de dar o braço a torcer e parar de apontar o dedo. Devem juntar-se, não deixando de apontar os erros, claro, porque ainda somos democráticos, mas sempre de uma forma construtiva e não para destruir, e para tirar quem lá está apenas para poder colocar os seus amigos e compadres.

A união e a paz ainda não pairam em Alvalade
Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

O Sporting CP é, sem dúvida, um clube elitista. E essas elites vão andar sempre a querer ganhar superioridade umas às outras, sem pensar muito se isso vai ajudar o clube. Pensam apenas no que eles podem ganhar com o clube. Enquanto assim for, o Sporting CP continuará a definhar até que desapareça.

Aí, depois, as elites seguem as suas vidas, e passam, como qualquer praga, para ocupar outra empresa, clube que eles possam consumir. Porque, não se enganem, isto é só pelo dinheiro. Não tem nada a ver com amor ao clube. Isso já não existe. Ou existe, mas apenas da parte daqueles que pagam para ver os jogos, mesmo quando já quase nem dinheiro têm para comer.

Um só clube? Onde? Nem o Sporting já se pode considerar um só clube.

Comentários