O Sporting Clube de Portugal defronta, esta quarta-feira, o eterno rival Benfica, no quarto jogo da final do play-off do campeonato nacional de futsal. Nesta final à melhor de 5, os leões venceram uma partida e somam duas derrotas, por isso estão obrigados a vencer para forçar o quinto jogo.

Nos três primeiros jogos, cada um tem tido a sua história. No primeiro embate, no Pavilhão João Rocha, o Sporting foi claramente superior, vencendo por 5-4. No segundo jogo, os leões liderados por Nuno Dias, não foram felizes, num jogo extremamente equilibrado acabariam por perder por 3-2, no Pavilhão da Luz.

Na quarta partida desta final, que marcará a história do futsal português por três motivos, a primeira derrota do Sporting no Pavilhão João Rocha, o dérbi com mais golos de sempre e uma arbitragem com nota negativa, o Sporting acabaria por sair derrotado, por 6-9, num jogo em que viria o treinador leonino ser expulso e ainda, Djo, Fortino e Deo. Uma arbitragem polémica, olhando aos lances que temos assistido nestas três primeiras partidas desta final.

Nuno Dias não poderá orientar a equipa a partir do banco
Fonte: Sporting CP

O Sporting desloca-se ao Pavilhão da Luz, para vencer, o único caminho rumo ao tão desejado tricampeonato. A equipa verde e branca não poderá contar com o mister Nuno Dias no banco de suplentes, sendo que o treinador leonino tem quatro baixas para este jogo decisivo: Djo, Deo e Fortino devido a castigo e o capitão, João Matos, devido a lesão.

Os leões esperam assim um jogo que será com certeza equilibrado e que se irá decidir em detalhes. Para o Sporting poder levar esta final para o quinto jogo, está obrigado a vencer e por isso tem de se apresentar ao seu melhor nível. Serão 40, 50 minutos, ou grandes penalidades, onde estará em causa o tricampeonato para o Sporting, por isso, a equipa verde e branca tem de colocar em campo toda a sua qualidade, atitude e entrega para poder lutar pelo título nacional.

Anúncio Publicitário

Esta equipa tem realizado uma temporada de qualidade, com muitas vitórias, goleadas e títulos. Na quadra tem de voltar a provar, com esforço, dedicação e devoção que é melhor, vencendo este quarto jogo. Num pavilhão que irá ter um ambiente hostil aos leões de Nuno Dias, que seja um jogo sem as habituais agressões e sem uma arbitragem com influência direta no resultado.

Em condições normais, os bicampeões nacionais podem vencer qualquer equipa do mundo. Neste quarto jogo desta final do play-off só há um caminho: ganhar. Rumo ao Tricampeonato!

Foto de Capa: Sporting CP

Comentários