Agosto ainda agora terminou e, mesmo em meados de Setembro, já parece ser Natal para o Sporting Clube de Portugal.

Sim, sou do tempo em que o meu clube parecia começar, ano após ano, mais forte e obstinado em recuperar o campeonato que fugia desde 1982, para perdê-lo – por culpa própria ou “externa” – no mês de dezembro.

Sempre foi assim até 2000, onde um mau arranque ainda em agosto do ano anterior, tornou surpreendente aquela conquista que pintou o país de verde e branco e trouxe consigo – aparentemente – um novo Sporting.

Como todos sabem, tudo foi sol de pouca dura, e de forma bastante repentina voltámos ao período obscuro de parcas conquistas e muitos salgados.

Não vou aqui me estender muito sobre o que foi o Sporting entre 2013 e 2018 e as mil e uma provas de que – com imensos erros à mistura – o caminho percorrido estava correcto… A verdade é que chegámos a 2019 e, numa sexta-feira 13, concluo que já só falta a árvore de natal e o Sozinho em Casa para ser dezembro.

SE APOSTARES NA VITÓRIA DOS LEÕES E EM MAIS ALGUNS RESULTADOS, PODES FAZER UMA MÚLTIPLA DE SONHO.
ARRISCA JÁ – AQUI!

Sei que, como já disse anteriormente, as conquistas de 1999/2000 e de 2001/2002 também começaram com o pé esquerdo, contudo, e até comparando com o ano de Bölöni, podemos fazer uma comparação fácil sobre o reforço do plantel. No final de Agosto, livrámo-nos de Horvath, Mpenza e Spehar para ir buscar Jardel. Este ano, livrámo-nos de Bas Dost para ir buscar Bolasie, Jesé e um tal de Fernando. See the difference?

Este jogo frente ao Boavista, juntamente com a chegada do novo técnico, Leonel Pontes, tem tudo para ser um dos jogos mais complicados da temporada. Apesar de um passado recente de vitórias no Bessa (a última derrota foi em 2008 e o último empate em 2015), os leões visitam os axadrezados com a moral em baixo e encontram um adversário que ainda não perdeu nesta edição da Primeira Liga.

A equipa de Lito Vidigal parece ter-se reforçado com conta, peso e medida, e juntou ao núcleo duro do ano passado elementos como Stojiljković, Ricardo Costa ou Heriberto Tavares, que vieram aumentar a qualidade do plantel e tentar superar o oitavo posto alcançado na última época.

Já do lado dos leões, e com a lesão de Luiz Phellype, o “avançado centro” Jesé Rodríguez poderá ter assim a possibilidade de se estrear com a verde e branca vestida e a titular.

Contudo, existe também a possibilidade de Leonel Pontes decidir inovar e testar, por exemplo, Luciano Vietto como o homem mais avançado da equipa e, em vez do jogador espanhol, apostar em Gonzalo Plata, uma vez que já trabalhou com o jovem equatoriano nos sub-23 e que o jogador se encontra motivado pelas duas primeiras internacionalizações (a última delas, frente à Bolívia, apontando mesmo um golo).
Fonte: Sporting CP

Assim, e fazendo fé que Leonel Pontes irá jogar com a melhor equipa possível, imagino uma equipa em 4-3-3, com Renan na baliza, Rosier, Neto, Mathieu e Borja; Doumbia, Wendel e Bruno Fernandes, Plata, Acuña (ou Bolasie) e Vietto.

Este jogo, ainda para mais na antecâmara do primeiro encontro europeu na visita a Eindhoven, pode ser bastante importante para o futuro leonino… assim como para saber se vou – ou não – tirar as decorações de Natal da garagem.

Foto de Capa: Sporting CP

Comentários