sporting cp cabeçalho 2

Hoje é um dia importante para o Sporting Clube de Portugal. Os sportinguistas irão votar a permanência de Bruno de Carvalho ou a eleição de Pedro Madeira Rodrigues. Estas eleições são mais uma vez reveladoras da enorme grandeza e importância social da instituição centenária que é o Sporting Clube de Portugal. E há quantos anos não havia um presidente do Sporting a cumprir um mandato completo.

Mas hoje dirijo-me a vós para reflectir acerca de outro assunto, por um factor que está, quer se queira, quer não, íntima e intrinsecamente ligado ao Sporting Clube de Portugal e a tudo o que o mesmo representa.  A grandeza do clube de Alvalade e a sua importância social junto das pessoas ao largo de todo o pais…  Tenho de dizer, que neste texto não analiso nem reflicto acerca de organização, gestão ou profissionalismo das estruturas de qualquer clube acima mencionado.

Mais do que nunca, os leões têm de se reger por este lema em dia de eleições Fonte: Sporting CP
Mais do que nunca, os leões têm de se reger por este lema em dia de eleições
Fonte: Sporting CP

Ao longo dos últimos anos, assistimos a constantes atentados a este estatuto que o clube do Visconde de Alvalade atingiu por direito e mérito. Vimos numa primeira instância uma tentativa (repetidamente frustrada, diga-se), de colar ao Sporting uma “Belenização”, tentou-se passar a ideia de o Sporting caminhar (ou ter mesmo atingido), o estatudo de “grande caído”, de um clube que havia sido grande e que se tornava ou tinha chegado a um estado em que não se poderia colocar ao nível dos outros dois grandes clubes nacionais. E que bem que isto soava para os grandes rivais dos leões… Uma bipolarização do futebol português e a consequência natural de passarem só e apenas a existir dois crónicos vencedores. O FC Porto como o claro clube forte do Norte do país e o Benfica reinando abaixo do Mondego. Um paraíso na Terra, diriam eventualmente Luís Filipe Vieira e Jorge Nuno Pinto da Costa. E devo ser sincero ao dizer que muitas das pessoas que dirigiram o Sporting nos últimos anos, transpareceram claramente a ideia de que se serviram do Clube ao invés de o servirem… Através de políticas e comportamentos claramente subservientes aos interesses dos mais directos e temíveis adversários.

Depois de uma tentativa frustrada de colar ao Sporting a ideia de que havia caído ao nível de clubes que outrora foram grandes, surgiu um outro tipo de corrente filosófica em relação ao estatuto dos leões de Alvalade… A de que um clube como o Braga estava a atingir e a roubar o estatuto de terceiro grande ao Sporting Clube de Portugal. Um disparate à medida de quem o profere.
Com todo o respeito pelo Braga, comparar um clube que tem duas taças de Portugal e uma Taça da Liga conquistadas, com um outro que já ganhou dezenas de títulos a nível nacional e que já teve conquistas na Europa é simplesmente uma ofensa sem precedentes para a integridade do Sporting Clube de Portugal. O Sporting é, foi e será um grande de Portugal.
E porque que o Sporting é um grande? Porque que o Sporting é obviamente comparável a Porto e a Benfica?

Anúncio Publicitário