A CRÓNICA: UM VITÓRIA SC EM DIA “NÃO” ALIMENTA A LIDERANÇA DOS LEÕES

Podia ser apenas um jogo entre o líder do campeonato, Sporting CP, e o quinto classificado, Vitória SC, mas a realidade é que havia possibilidade da história se repetir no D. Afonso Henriques. Os leões entraram em campo a defender o seu lugar na tabela classificativa nesta 7.ª jornada, onde não se encontravam de forma isolada desde a época de 1994/95. 

O primeiro minuto quase deu o primeiro golo dos leões: o remate de João Mário de dentro da grande área deixou a baliza de Bruno Varela pouco segura, sendo salva pela trave.  

Nuno Santos abre o marcador e coloca os leões cada vez mais perto do objetivo de manter a equipa na liderança do campeonato português.  

Anúncio Publicitário

A partida continua e é visível um Vitória SC a tentar equilibrar as contas, com diversos remates com bastante perigo à baliza de Adán, mas a bola permanece fora das redes do Sporting CP.  

E quem não marca, sofre! Pedro Gonçalves, na grande área, recebe por engano a bola do adversário (após o remate falhado de um colega de equipa) e a bola só tem um destino: a baliza de Bruno Varela.  

O intervalo chega com o Sporting CP na liderança, tanto no campeonato como no marcador.  

Aos 50’, André André tenta inaugurar o marcador da equipa do berço com um remate certeiro na baliza do adversário, mas Miguel Henriques impede a festa vitoriana. Apesar dos protestos, o árbitro não tem dúvida da posição irregular do jogador e assinala fora-dejogo (sem sequer recorrer ao VAR).  

O Vitória SC insiste, mas sem eficácia. Pedro Gonçalves segue isolado e bisa no D. Afonso Henriques. Os erros da equipa da casa são cada vez mais notáveis, face às inúmeras tentativas dos leões de continuar a elevar a superioridade no marcador.  

E os golos não acabam na cidade de Guimarães, Jovane Cabral entra e rodeado de defesas consegue fazer o 4-0 para os leões.  

O árbitro encerra o arrebatador marcador e o Sporting CP consegue manter, com a classe de quatro golos marcados, a liderança no campeonato português. A equipa de João Henriques até ao momento contava com menos golos sofridos no total em todas as partidas disputadas no campeonato do que os golos sofridos nesta partida e acaba por deixar escapar o quinto lugar na tabela classificativa.

A FIGURA

Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Pedro GonçalvesMais uma vez foi uma peça fundamental na equipa de Rúben Amorim. Novamente, conseguiu deixar a sua marca na partida, desta feita bisando na partida e brilhando enquanto elemento da dupla de avançados apresentada pela formação leonina.

 

O FORA DE JOGO

Meio-campo do Vitória SCÉ indiscutível o fracasso da partida na noite chuvosa de sábado no D. Afonso Henriques. A culpa não é única e exclusiva de ninguém, mas sim do conjunto. Sem possibilidade de discutir (sequer) o resultado do jogo, o meio-campo esteve muito aquém das expetativas e do poder leonino, tanto no marcador como em campo. De salientar que dois dos golos, foram vítimas deste fiasco na equipa de João Henriques.

 

ANÁLISE TÁTICA – VITÓRIA SC 

A equipa de João Henriques apresenta um 4-3-3 à semelhança do jogo passado. É de ressaltar a ausência de Maddox e Outtara no onze inicial, sendo substituídos por Edwards (que regressa ao onze inicial) e Sacko, que está recuperado da COVID-19. À semelhança das últimas partidas da equipa vitoriana, o conjunto continua a beneficiar com a entrada de Rochinha.  

 

11 INICIAL E SUBSTITUIÇÕES

Varela (2) 

Suliman (4) 

Mumin (3) 

Edwards (5) 

Poha (4) 

Bruno Duarte (4) 

Quaresma (7) 

A.André (6) 

Mensah (6) 

Sacko (5) 

Mikel Agu (5) 

 

SUBS UTILIZADOS

Pepelu (5) 

Rochinha (7) 

Miguel Luís (5) 

André Almeida () 

Lyle Foster () 

 

ANÁLISE TÁTICA – SPORTING CP

Rúben Amorim opta por um 3-5-2, como é habitual no técnico português. O avançado português, Tiago Tomás é a única alteração no onze inicial do treinador, que opta por colocar Nuno Santos no meio-campo (ao lado de Nuno Mendes, Palhinha, João Mário e Porro) enquanto que Sporar e Pedro Gonçalves formam a dupla de avançados da equipa leonina.  

 

11 INICIAL E SUBSTITUIÇÕES

Adán (6) 

Luís Neto (6) 

Coates (5) 

Feddal (6) 

Pedro Porro (8) 

Nuno Mendes (7) 

João Mário (8) 

João Palhinha (7) 

Nuno Santos (7) 

Pedro Gonçalves (10) 

Sporar (8) 

 

SUBS UTILIZADOS 

Matheus Nunes (6) 

Tiago Tomás (5) 

Jovane Cabral (7) 

Gonzalo Plata () 

Daniel Bragança () 

 

BnR NA CONFERÊNCIA DE IMPRENSA 

VITÓRIA SC 

Bola na Rede: Boa noite. O Mister conta agora com duas vitórias, face a duas derrotas. Acha que os resultados têm refletido o trabalho que tem sido realizado ao longo destas semanas?

João Henriques: A análise aos outros jogos já foi feita nas outras partidas e não vou referir aos outros jogos. O Sporting CP foi evidentemente superior, mas os números são um exagero e é pesado perante aquilo que aconteceu em campo. Hoje vi o Vitória a fazer coisas interessantes, apesar dos golos e dos erros individuais. Houve jogo até ao 3-0, depois disso não importa, são más execuções de ambas as equipas e apenas uma tentativa de seguir em frente.  

Há situações de golo que são no mínimo caricatas. Como disse a equipa técnica já fez quatro jogos e queríamos os doze pontos, não conseguimos e é mau, principalmente na nossa casa, queríamos outro resultado aqui. Agora temos pela frente a eliminatória da Taça de Portugal, sem doze jogadores por causa das seleções, mas é um objetivo que temos e é seguir em frente após aquilo que aconteceu aqui hoje.

 

SPORTING CP

Bola na Rede: Boa noite. Esperava um resultado tão avolumado na partida, visto que o Vitória se debateu bem e criou oportunidades para abrir a contagem também? 

Rúben Amorim: Esperava ganhar, venho sempre para os jogos a esperar ganhar. Às vezes as circunstâncias são mais complicadas e 1-0 para parece muito e o 4-0 pode parece um bocado escasso. O que eu quero é ganhar os jogos e conseguir fazer uma boa exibição e que a minha equipa consiga ter esse destaque. Mas não esperava resultado nenhum, só esperava o que espero sempre que é ganhar.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome