Foi pelas “mãos” de Jorge Jesus, na temporada 2015/2016 que Bruno César ingressou no Sporting Clube de Portugal. Depois de ter orientado o brasileiro no SL Benfica, o ex-timoneiro leonino considerou a sua contratação uma mais-valia para a equipa que enverga o leão ao peito.

Foi provavelmente a capacidade para ocupar diversas posições do terreno de jogo, desde defesa esquerdo, médio centro ou extremo esquerdo, e ainda a sua qualidade no remate de meia distância, que fizeram com que a sua contratação se consumasse.

Ao longo das temporadas de leão ao peito, “chuta chuta” – como é também conhecido – fez jus a esta alcunha e apontou alguns golos que ficarão para sempre na sua memória e na dos/as sportinguistas, nomeadamente nos jogos para a Liga dos Campeões, diante de colossos como o Real Madrid CF, Juventus FC e Borussia Dortmund.

Bruno César foi figura em grandes noites europeias
Fonte: Sporting CP

Ao longo do tempo foi perdendo protagonismo, primeiro com Jorge Jesus e na presente temporada com José Peseiro ao leme da equipa. No mercado de transferências do Verão esteve mesmo na porta de saída para o Brasil, no entanto não se confirmou o negócio e acabou por ficar em Alvalade.

Anúncio Publicitário

Depois da saída de José Peseiro e com a chegada de Marcel Keizer parece que surge uma oportunidade para Bruno César mostrar o seu potencial e importância para uma equipa que luta por objetivos concretos como vencer o Campeonato Nacional.

Segundo o empresário do brasileiro, Marcel Keizer informou que conta com o jogador. E a verdade é que com a chegada do técnico holandês, o polivalente jogador foi opção nos jogos com o Lusitano FC de Vildemoinhos e Rio Ave FC.

Na próxima janela de transferências, tudo indica que a administração leonina irá reforçar sobretudo o meio campo. Caso isso se confirme, considero que o melhor para todas as partes é a saída do jogador, para que este possa jogar com regularidade noutra equipa.

Força Sporting Clube de Portugal!

Foto de Capa: Sporting CP

artigo revisto por: Ana Ferreira