Anterior1 de 4Próximo

Tarde de muito calor no Estádio Nacional do Jamor, mas os adeptos de ambas as equipas também não faltaram à convocatória e marcaram presença no Belenenses SAD e CD Santa Clara, jogo da segunda fase a Taça da Liga. Os azuis tentavam alcançar a fase de grupos novamente e os açorianos queriam melhorar a prestação do ano passado, depois de cair nesta mesma fase contra o CD Aves.

Ao minuto sete, houve o primeiro momento de perigo no jogo. Licá aproveitou um passe longo nas costas da defesa, não conseguiu fazer logo o remate à primeira, mas depois rematou com perigo para grande defesa do guarda-redes do Santa Clara, Marco.

A partida entrou numa fase de estudo entre ambas as equipas. Talvez por ser um jogo de uma competição a eliminar, as duas formações estavam mais cautelosas e não arriscavam tanto. Apostavam, sobretudo, em contra-ataques ou passes longos nas costas da defesa.

A única oportunidade de algum perigo, nesta primeira metade, foi apenas aquela que referimos ao minuto sete. A partida ia sendo jogada preferencialmente a meio campo, talvez o calor tenha sido um fator de peso na condição física das duas equipas.

Chegámos ao intervalo com um empate a zero entre Belenenses SAD e Santa Clara. Toda a gente no estádio, acredito eu, a pedir para que na segunda parte as formações viessem com inspiração para chegaram à baliza com perigo e com possibilidade de marcar um golo.

O calor foi nota dominante durante a primeira parte deste primeiro jogo oficial de ambas as equipas
Fonte: Bola na Rede

Se havia motivos para reclamar do estado de jogo da primeira parte, o que dizer dos primeiros 15 minutos da segunda metade. O jogo continuava mal jogado e muito concentrado a meio campo.

Ao minuto 56, muitos protestos por parte dos adeptos do Belenenses SAD, mas sem muita razão. Licá saltou para tentar disputar a bola no ar, mas Marco, guardião adversário, apanhou a bola primeiro e acabou por ser derrubado pelo avançado português.

O Belenenses SAD voltava a criar perigo minutos depois com duas grandes oportunidades. Ao minuto 63, foi primeiro a vez de Kikas com uma grande jogada individual a rematar para primeira defesa de Marco. E depois na recarga foi a vez de Matija a rematar para a defesa incompleta de Marco, que ia sofrendo o primeiro. A bola só não entrou na baliza devido a um corte de Fábio Cardoso.

Faltava o golo e acabou mesmo por cair um do céu para os açorianos. Ao minuto 80, depois de um lance na grande área do Belenenses a bola a ir à mão de Gonçalo Silva e penalti a favor do Santa Clara. Da marca dos 11 metros, Rashid não tremeu e bateu Mika. Guarda-redes para um lado e bola para o outro. Estava feito o primeiro da partida e era para os açorianos.

Quem continuava mais perigoso era os açorianos que continuavam a criar oportunidades junto da baliza do Belenenses. Parecia que o Santa Clara estava muito mais concentrado no jogo depois do golo que marcou. Já os “azuis” estava desorganizado em campo e já a jogar mais com o coração do que com a cabeça.

Até ao final de jogo só há a realçar a expulsão de Gonçalo Agrelos, que acabou por ir para os balneários mais cedo do que o resto dos jogadores. Resultado final favorável ao Santa Clara por 1-0 que está agora na fase de grupos da Taça da Liga. Relembrar que o ano passado os açorianos foram eliminados nos penaltis com o CD Aves. Já o Belenenses prepara agora a sua época sem uma competição no seu calendário.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES:

Belenenses SAD – Mika (GR), Gonçalo Agrelos, Nuno Coelho, Gonçalo Silva, Gonçalo Tavares (Símon, 55’), André Santos (Faraj, 82’), André Sousa, Lucca, Licá, Dieguinho (Matija, 61’) e Kikas

CD Santa Clara – Marco (GR), Patrick, João Afonso, Fábio Cardoso, J. Lucas, Ukra (Zé Manuel, 82’), Francisco R., Rashid, Bruno Lamas (César, 89’), Schettine e Pineda (Carlos JR, 61’)

Anterior1 de 4Próximo

Comentários