Anterior1 de 3Próximo

A primeira partida dos quartos de final da Taça de Portugal colocava frente a frente dois dos últimos três vencedores do troféu e com uma especial particularidade: ambos os treinadores cumpriam castigo e, por isso, eram os adjuntos a comandar as equipas.

Sem grandes surpresas, foi o SC Braga que esteve por cima no primeiro tempo. Com os centro-campistas, especialmente Novais, a serem fundamentais na sua manobra criou várias oportunidades de golo, permitindo clamorosos desperdícios a Paulinho.

Felizmente para os arsenalistas, à desinspiração de Paulinho respondeu Wilson Eduardo com inspiração, marcando os dois tentos que davam vantagem aos Guerreiros do Minho ao intervalo.

Cedo, aos 11’, desmarcou-se de forma sublime para aproveitar passe a rasgar de Novais e fintar o guardião tirsense para inaugurar a contagem. Mais perto do intervalo, aos 41’, apareceu novamente no espaço vazio, desta feita descoberto por Claudemir, e rematou colocado perante André Ferreira.

Teremos os quatro grandes nas meias da Taça?
Fonte: SC Braga

A segunda metade viu os da casa entrarem mais aguerrido e tornarem o encontro mais dividido. Apesar de tudo, os bracarenses pareciam ter o encontro sob controlo. O problema é que, aos 70’, Marafona saiu mal num canto e quem saltou mais alto foi Falcão que cabeceou para reduzir a diferença.

Contrariamente ao aconselhável, o Braga deixou-se dominar pela equipa avense e foi sofrendo desnecessariamente com o domínio adversário, merecendo especial destaque uma jogada de Baldé aos 78’.

Os instantes finais foram frenéticos, com uma excelente defesa de Marafona a cabeceamento de Derley aos 90+1’ e um remate à barra de Murilo aos 90+4’, mas o resultado manter-se-ia inalterado.

Os favoritos apuram-se para as meias, mas ficou na retina uma segunda metade bem aquém do esperado. Em especial, a substituição tão cedo no jogo de Novais, que estava a ser fulcral na manobra arsenalista, foi incompreensível e precipitou o domínio do Desportivo daí em diante.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES

CD Aves: André Ferreira; Milos, Ponck, Jorge Fellipe, Vitor Costa; Braga (Vitor Gomes 57′), Falcão, Derley; Baldé, Fariña (Luquinhas 69′), Amilton (Rodrigues 80′)

SC Braga: Marafona; Goiano, Raul, Bruno Viana, Sequeira; João Novais (Ricardo Horta 65′), Claudemir, Palhinha, Esgaio; Wilson Eduardo (Murilo 86′), Paulinho (Ryller 74′)

Anterior1 de 3Próximo

Comentários