Anúncio Publicitário

Cabeçalho Futebol Nacional

Um bem haja rapaziada,

Podem estranhar este email, sobretudo no momento em que ele é escrito, mas achei que era a altura oportuna para o escrever. Vou ser breve, porque sei que vocês não têm muita paciência para ler, e porque devem estar ansiosos por mais um treino, ou quiçá por irem até casa.

Anúncio Publicitário

Não vale a pena voltar à lenga-lenga do costume, de parabéns, de que ficaram na história do Caldas SC, porque isso já vocês sabem. Assim, escrevo-vos somente para vos tentar transmitir a calma e tranquilidade que julgo que irão necessitar nos tempos que agora se aproximam.

Alguns de vocês sentem este clube, este símbolo, estes adeptos e este estádio como eu. Sei que para vocês o que aconteceu foi uma felicidade pessoal que teve ainda mais intensidade por o terem feito ao serviço deste clube centenário.  E isso deixa-me duplamente feliz. Assim como me deixa triplamente feliz ter à frente deste plantel esse grande treinador e acima de tudo esse grande ser humano que é o José Vala.

José Vala, homem da casa, terá sentido o feito do Caldas SC com um orgulho muito especial Fonte: Futebol Distrital de Leiria
José Vala, homem da casa, terá sentido o feito do Caldas SC com um orgulho muito especial
Fonte: Futebol Distrital de Leiria

Assim, o que vos quero dizer, agora que as camâras da televisão e os microfones das rádios estão, durante ainda mais uns dias, virados para outras realidades, é que o que quer que aconteça será sempre de louvar e que ficará para sempre gravado na minha alma, na alma deste clube e de centenas de pessoas que conseguem entender que um grupo de amadores já foi mais longe do que lhe era pedido, exigido ou até fantasiado.

Vocês são especiais não só pelo feito alcançado, mas acima de tudo pelo valor que cada um tem enquanto pessoa, enquanto colega e amigo. Vocês são especiais enquanto grupo. Esse grupo que pôde mostrar a todo o país que é possível alcançar feitos extraordinários, mesmo quando as probabilidades são bem escassas. Vocês fizeram sonhar as pessoas. Fizeram-nas acreditar que é possível alcançar nas nossas vidas coisas que julgamos serem muito complicadas de atingir.

Claro que como Presidente anseio, sonho e desejo que o nosso clube vá ao Jamor. Claro que nunca na minha vida havia imaginado que isso fosse possível, mas agora que o é, não consigo conter essa imagem. A imagem da bancada pintada de preto e branco.  A D. Amélia, o Sr Joaquim, o Pedro, o Ti Alfredo, todos e toda esta população no Jamor. Que felicidade seria!

No entanto, quero ressalvar-vos o seguinte: o que quer que aconteça será motivo de orgulho para mim, para o vosso treinador e para cada um de vocês. Que cada um que vá lá para dentro nos dois jogos da meia final saia do campo com o sentimento de dever cumprido. Que entenda que mais não era possível. Qualquer que seja o resultado.  Quer o nosso autocarro fique virado para o Jamor ou para a nossa amada terra.

É no Jamor que cada caldense deseja estar presente no próximo dia 27 de Maio Fonte: FPF
É no Jamor que cada caldense deseja estar presente no próximo dia 27 de Maio
Fonte: FPF

Que cada um de vós, nos dias seguintes aos jogos, seja felicitado, caminhe de cabeça erguida pelas ruas da nossa cidade, e sinta orgulho no que fez e que esse orgulho seja manifestado por cada pessoa que irá ao vosso encontro. Quer tenhamos ganho ou perdido.

Como eu sou um bocadinho sentimentalista, gostaria que na 2.ª mão da meia-final cada janela da nossa cidade tivesse um qualquer adereço do nosso clube. Que a cidade estivesse pintada com as cores do nosso maravilhoso clube. Que cada pessoa em sua casa faça do seu lar um pouco do Campo da Mata.

Termino, agradecendo a cada um de vós, e com a certeza que receberão um abraço apertado deste vosso Presidente que estará ao vosso lado, mas sobretudo convosco, de mãos dadas, hoje, para a semana, no jogo da meia-final, nas semanas seguintes, no jogo da 2.ª mão e cada dia que passe enquanto aqui estiver na minha cadeira de sonho.

Obrigado a cada um de vós por me fazerem sonhar.

Um abraço

Jorge Reis

Artigo revisto por: Jorge Neves

Anúncio Publicitário