Caro Vítor

No futebol costuma dizer-se que nada é certo. Nada pode ser dado como garantido, e muitas vezes o que parece ou o que se pensa que acontecerá, torna-se no final em algo totalmente contrário ao expectável.

Esta premissa é, no entanto, contrariada por uma pessoa que sabe mais de futebol do que muitos treinadores que andam na ribalta sem se perceber muito bem porquê. Estou mesmo a falar de ti Vítor.

Tentei tudo para te trazer a abraçar de novo este enorme clube – já lá vão quase 30 anos desde que nos deixaste (!!!), com a certeza que tu eras o homem certo para este lugar. Este clube não pode estar fora da Primeira Liga. Um ano já é demais…

Pois bem: ao fim de poucos meses só posso mesmo dizer que escolher-te foi sem dúvida uma das decisões mais felizes desde que estou à frente do nosso querido clube. Para além disso, foi também uma decisão óbvia. Mas se é tão óbvia assim, devo vangloriar a nossa instituição por ter tido a capacidade de sermos nós a te resgatar para a capital do móvel, onde mesa central és tu, deixando que cada um dos outros que compõem a nossa ‘sala’ se tornem mais graciosos e mais memoráveis quando estão a teu lado.

Vítor Oliveira parece caminhar para mais uma subida
Fonte: FC Paços de Ferreira

Em todo o Portugal deveriam fazer-te uma vénia sempre que entras num qualquer estádio do nosso futebol, perante tantos clubes que fizeste subir para o patamar mais elevado do nosso futebol.

Por vezes pergunto, cá para os meus botões, que raio de dom é que te deram? Como pode ser possível existir alguém que no mundo do futebol torne algo tão difícil em algo simplesmente ‘banal’? Há alguém que não afine pelo mesmo diapasão de que subir da Segunda Liga é algo tremendamente difícil dado o equilíbrio da mesma? Acho que ninguém!

E depois vens tu: uma década de subidas, como se nada fosse, passando muitas vezes despercebido este enorme feito. Que injustiça! Onde raio andam os dirigentes do nosso Futebol para não te darem os louros que o teu feito merece? Devem andar entretidos a estudar o próximo comunicado sobre arbitragem, ou talvez um desmentido qualquer.

Por agora termino. Estas linhas foram somente para te agradecer o fantástico treinador e a fantástica pessoa que és. Para te dizer que estamos muito contentes com o teu trabalho. Que, mesmo que possa não parecer, estamos cientes de que nada ainda está ganho. Que só com muito trabalho, dedicação e concentração se poderá, daqui por uns meses, fazer com os nossos maravilhosos adeptos a festa da subida.

Está longe, mas a cada semana que passa sinto que está mais próxima.

Obrigado Vítor

Um abraço do tamanho da alma pacense

 

Foto de Capa: FC Paços de Ferreira

Comentários