jogadoresqueadmiro
Uma lenda viva do futebol. Uma das últimas histórias de amor do futebol moderno. Steven Gerrard nasceu a 30 de maio de 1980 em Whiston, Merseyside. A cidade fica localizada a 8 quilómetros a este de Liverpool, e foi onde o pequeno Gerrard deu os primeiros pontapés numa bola.

Jogador dos reds desde 1992 (juniores), Gerrard estreou-se com a camisola principal do Liverpool a 29 de novembro de 1998, frente ao Blackburn Rovers. Desde aí foram 678 jogos e 176 golos com a camisola 8 vestida. Stevie, como é carinhosamente apelidado pelos adeptos do Liverpool, atingiu o estrelato ao conquistar a Liga dos Campeões em 2004/2005, na mítica final frente ao AC Milan – foi nomeado MVP da partida. Indiscutivelmente um dos melhores médios de sempre do futebol, carrega aos ombros o fato de nunca ter conquistado o titulo de campeão da Premier League. É profundamente triste imaginar que um talento como Gerrard, que dedicou toda a sua vida futebolística ao clube do coração, vá abandonar o futebol sem  uma Liga Inglesa no currículo.

No topo da carreira, em 2005, após vencer a Liga dos Campeões.  Fonte: ipicturee.com
No topo da carreira, em 2005, após vencer a Liga dos Campeões.
Fonte: ipicturee.com

No que toca ao trajeto internacional, o percurso na seleção inglesa é pautado por muitas presenças mas pouca glória. Ao todo foram 114 jogos e 21 golos, mas nenhum título. Com uma capacidade de passe incomum, uma leitura de jogo soberba e uma disciplina tática inigualável, Gerrard é o médio de sonho de qualquer treinador. A forte estampa física que sempre evidenciou permitiu-lhe, desde muito cedo, impor-se perante qualquer adversário. Para além disso, uma das marcas mais ilustres de Steven Gerrard é a espetacularidade dos seus golos. Qualquer pesquisa rápida no Youtube permite perceber que o médio do Liverpool sabe fazer golos de levantar o estádio.

Facilmente identificável como um líder, assumiu a braçadeira de capitão em 2003 e é, desde há muito tempo, a principal figura do balneário dos Reds. Foram muitos os craques que, ao longo de várias temporadas, partilharam a companhia de Gerrard em Anfield Road e, no final de contas, todos elogiaram o seu companheirismo, humildade, dedicação e profissionalismo. Como se não bastasse, Gerrard é, talvez, o último dos românticos no futebol. Por diversas vezes o médio inglês confessou ter rejeitado propostas de vários clubes europeus de topo, com o Real Madrid à cabeça. A verdade é que Stevie “nunca deixou o Liverpool caminhar sozinho”, e hoje tem um lugar de honra no coração dos adeptos do Liverpool e na galeria de Anfield.

Por estas razões, e por muitas outras, Steven Gerrard é indubitavelmente um dos jogadores que mais admiro.

Anúncio Publicitário