Com 117 anos de idade, está “perdido” na série B do Campeonato de Portugal mais um histórico do futebol português. Falo do Sport Comércio e Salgueiros, clube que foi fundado no ano de 1911 por um grupo de jovens que ficou encantado com a modalidade após assistir a um jogo disputado ente Porto e Benfica. Pouco tempo depois já estava filiado na Associação de Futebol do Porto, chegando a disputar até algumas edições do Campeonato de Portugal, a primeira competição do futebol português a distinguir qual o campeão nacional.

Em 1943, o Salgueiral, como é carinhosamente conhecido, disputou o a sua primeira época na primeira divisão portuguesa, que terminou no último lugar da classificação. No entanto não houve lugar a descida de divisão, uma vez que há dita altura tal ainda não acontecia. Mas este seria apenas o início de uma rica história do clube portuense no nosso principal escalão. Foi a partir da época 1982/83 que o clube adquiriu o estatuto de primodivisionário, tendo entre os anos 80 e 90 a grande parte das suas participações no principal escalão.

Os anos 80 e 90 foram os anos de ouro da equipa do Salgueiros
Fonte: cromos_da_bola.blogspot.com

O Salgueiros haveria de disputar por 21 vezes o principal escalão, alcançando um 5º lugar em 1990/91. Essa classificação valeu-lhe o acesso à Taça Uefa na época seguinte, onde acabou por se ficar apenas pela primeira eliminatória, afastado pelos franceses do Cannes no desempate por grandes penalidades após ambas as equipas terem vencido por 1-0 as partidas realizadas em casa. Curiosamente, nessa mesma eliminatória estreou-se pelos franceses um tal de Zinedine Zidane, que haveria de se tornar num dos melhores jogadores da história.

Conhecidos pela sua enorme “alma salgueirista”, os adeptos do clube sempre foram fervorosos no apoio, destacando-se mesmo a quando da queda do clube. Decorria a época 2001/02 quando o clube disputou pela última vez o primeiro escalão, terminando no 16º posto e sendo portanto despromovido. Duas épocas depois, o clube seria despromovido mais uma vez, para a II Divisão B, devido a dívidas à Liga. Na temporada seguinte conseguiu apenas cinco pontos na sua participação no terceiro escalão, acabando por extinguir o seu futebol sénior.

Deco, aquando da sua passagem pelo Salgueiros
Fonte: etatico.blogspot.pt

Apenas em 2008 surgiu a primeira lufada de ar fresco nesta crise salgueirista, quando o clube foi “refundado” e denominado por Salgueiros 08, de modo a conseguir assim inscrever a sua equipa sénior nos campeonatos distritais do Porto. Os adeptos puderam então apoiar novamente o seu clube, e voltaram a ter esperança numa retoma ao futebol profissional. Dez anos depois, tal ainda não se verificou. O Salgueiros conseguiu rapidamente escalar alguns degraus, e tem disputado o terceiro escalão do Futebol Nacional, mas ainda sem lograr uma subida aos campeonatos profissionais. Já de novo com o seu nome original, mas com condições financeiras ainda precárias e sem estádio próprio (tem disputado os seus jogos no Estádio Municipal Dr. Costa Lima na Maia), o clube vai tentando a pouco a pouco estabilizar, para que no futuro possa voltar a pensar em voos mais altos.

Para já, restam as memórias a quem já viu o seu clube bater-se com os maiores, e teve a honra de assistir a jogadores como Deco, Sá Pinto ou Fehér envergarem a camisola vermelha. Resta também a esperança de um futuro novamente risonho, e a certeza de que a alma salgueirista continua bem viva nas gentes de Paranhos.

Foto de capa: planetadesportivo.pt

Comentários