Alessandro Del Piero, “Alessandro Magno”, foi uma das figuras mais marcantes da história recente da Juventus e do futebol italiano. O internacional italiano vestiu a camisola 10 da “vecchia signora”, durante 19 temporadas.

Del Piero deu os seus primeiros passos no futebol, ao serviço do Pandova, clube dos escalões secundários italianos. Aos 18 anos estreou-se com a camisola da equipa principal, somando 10 jogos e um golo marcado. As boas exibições do jovem Alessandro valeram a transferência para a Juventus na época 93/94, a troco de 2.58 M€.

Seguiram-se 19 anos ao serviço dos “Bianconeri”, contabilizando 706 jogos disputados e 290 golos. Del Piero ajudou a Juve a conquistar vários títulos – uma Liga dos Campeões, uma Taça Intercontinental, uma Supertaça Europeia, uma Taça Intertoto, seis campeonatos, uma Taça de Itália, quatro Supertaças e uma Série B.

Em 2006, a Juventus viu-se envolvida no “calciocaos”, um escândalo de viciação de resultados no futebol italiano, sendo despromovida à segunda divisão. No plantel da “vecchia signora” saíram vários jogadores, estrelas como Fabio Cannavaro, Patrick Vieira, Emerson e Zlatan Ibrahimovic. Alessandro Del Piero manteve-se no clube, continuando a ser uma figura preponderante, um exemplo de lealdade.

Em 2012, deixou a Juventus e rumou ao futebol australiano para representar o Sydney FC, somando 48 jogos e 24 golos. Na temporada 2014/15, retirou-se dos relvados aos 40 anos, ao serviço do Delhi Dynamos FC, na Índia.

Fonte: FIFA

Alessandro Del Piero marcou também a história da seleção italiana, somando 97 internacionalizações e 27 golos marcados. Com a camisola da “squadra azzura” sagrou-se campeão do mundo em 2006 e venceu um campeonato da Europa sub-21. Representando Itália em quatro campeonatos da Europa e três mundiais.

Para a história ficam os golos, os dribles e as assistências de Del Piero, sendo preponderante ao longo de quase duas décadas com a camisola da Juve e da seleção italiana. Del Piero era um jogador tecnicamente evoluído, com boa meia distância e instinto finalizador, sendo um marcador de livres irrepreensível, marcando 53 com sucesso, na sua carreira profissional.

Para sempre, Del Piero será recordado pelos “tiffosi” da Juventus, como um dos seus, pela sua lealdade e pelo que fez, dentro das quatro linhas. Sendo, ainda hoje, o melhor marcador da história da “vecchia signora” e um dos jogadores com mais jogos disputados.

Foto de Capa: Juventus

Artigo revisto por Diogo Teixeira

Comentários