André Cruz foi um dos melhores defesas-centrais que passou pelo Sporting Clube de Portugal e pelo futebol português neste século. O internacional brasileiro chegou ao Sporting na temporada 99/00 para conquistar dois campeonatos, uma Taça de Portugal e uma Supertaça.

O defesa-central fez a sua formação ao serviço do Ponte Preta, entre 1986 e 1990. Na viragem da década transferiu-se para o Flamengo, onde conquistou uma Taça do Brasil. As boas exibições ao serviço do “mengão” valeram-lhe o salto para o futebol europeu, para vestir a camisola do Standard de Liège, tendo conquistado a Taça da Bélgica.

Após quatro temporadas na Bélgica, rumou a Itália para representar o Nápoles. No clube onde brilhou Maradona, André Cruz somou 98 jogos e marcou 14 golos. No verão de 1997, transferiu-se para o AC Milan, onde venceu a Serie A. Regressou ao Standard de Liège, na temporada seguinte, no mercado de Inverno. Na época 99/00, voltou a Itália para vestir a camisola do Torino, onde esteve apenas na primeira metade da época.

Anúncio Publicitário

Em janeiro de 2000, André Cruz transferiu-se para o Sporting Clube de Portugal. Afirmou-se rapidamente e conquistou a titularidade no eixo da defesa leonino, sob a liderança de Augusto Inácio. Recordar a passagem de André Cruz pelo Sporting transporta-nos para o dia 14 de Maio de 2000, quando os leões se sagraram campeões nacionais, 18 anos depois. Frente ao Salgueiros, no Estádio Eng.º Vidal Pinheiro, os leões venceram por 4-0 na última jornada do campeonato, com dois golos de André Cruz, Duscher e Ayew, apontaram os outros dois.

Na época 2001/2002, voltou a ser determinante com golos e assistências nas conquistas da equipa, às ordens de Laszlo Bölöni, vencendo o campeonato e a Taça de Portugal. Durante três temporadas em Alvalade, contabilizou 105 jogos e 15 golos marcados, sendo um ídolo para os sportinguistas, com um contributo decisivo em 4 títulos – dois campeonatos, uma Taça de Portugal e uma Supertaça. André Cruz deixou o Sporting em 2002, regressou ao Brasil para jogar no Goiás e no Internacional.

A história deste craque também se fez ao serviço da seleção brasileira, sendo internacional em todos os escalões. André Cruz vestiu a camisola do escrete em 33 ocasiões, marcando um golo. Esteve entre os convocados do Brasil no Mundial 98, sendo finalista, venceu a Copa América em 1989 e conquistou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Seul 1988.

André Cruz será para sempre recordado pelos sportinguistas pela forma como batia livres, pela sua qualidade de passe e preponderância na primeira fase de construção, pela capacidade nos duelos e no jogo aeréo. Um verdadeiro craque, que, com Esforço, Dedicação e Devoção, ajudou o Sporting a conquistar a glória. Por isso, será para sempre lembrado como um dos melhores defesas que passaram pelo futebol português.

Foto de Capa: CBF

 

 Artigo revisto por Joana Mendes

Comentários