Paolo Maldini é um dos maiores símbolos do AC Milan e do futebol italiano, uma figura marcante do futebol europeu e mundial. Capitaneou os “rossoneri” e a seleção italiana à conquista de títulos, vivendo uma história de lealdade que predurou 26 anos ao serviço do Milan. Em 1994, foi considerado o futebolista do ano, pela revista World Soccer.

O jovem Paolo, filho do histórico caitão milanês, Cesare Maldini, cedo tornou-se um “tiffosi” dos “rossoneri”. Na época 193/1984, iniciou a sua carreira nos escalões de formação do Milan.

A carreira de Maldini, enquanto profissional, começou no dia 20 de janeiro de 1985, num jogo a contar para a 16ª jornada da Serie A, diante da Udinese, com apenas 16 anos, sendo lançado pelo técnico sueco, Nils Liedholm. Daí em diante, estabeleceu-se como um indicutível titular no Milan, tornando-se capitão de equipa.

Ao longo dos 26 anos de ligação ao Milan, Paolo Maldini conquistou 26 títulos – cinco Ligas dos Campeões, quatro Supertaças Europeias, um Mundial de Clubes, duas Taças Intercontinentais, sete Ligas Italianas, uma Taça de Itália e cinco Supertaças. Com a camisola dos “rossoneri” somou 902 jogos e apontou 33 golos.

Paolo Maldini conquistou 26 títulos ao serviço do Milan, somando 902 jogos e 33 golos
Fonte: AC Milan

Paolo Maldini ficou para a história da Serie A, sendo o jogador com mais partidas disputadas, contabilizando 647 jogos, ultrapassando o recorde de Dino Zoff. Outra curiosidade sobre Maldini é que no dia 28 de maio de 2003, venceu a Liga dos Campeões capitaneando o Milan, precisamente 40 anos depois do seu pai Cesare Maldini.

Maldini representou a “squadra azzurra”, por 126 ocasiões e marcou sete golos. O defesa italiano estreou-se pela sua seleção, num jogo particular frente à Jugoslávia, com apenas 19 anos. Representou Itália em três campeonatos do mundo e três campeonatos da Europa, sendo vice-campeão mundial em 1994 e vice-campeão europeu em 2000.

Maldini destaca-se pela sua capacidade no um contra um defensivo, mas também pela sua qualiade técnica, capacidade de passe, inteligência e visão de jogo. Um dos melhores defesas da história do futebol Mundial. Mas, sobretudo, será recordado pela história dos 26 títulos que conquistou em 26 anos de amor à camisola e lealdade ao seu Milan, um verdadeiro craque!

Foto de Capa: AC Milan

Artigo revisto por Diogo Teixeira

Comentários