O SC Covilhã tem-se destacado nos últimos anos por ter revelado alguns jogadores que, posteriormente, viriam a dar o salto para a Primeira Liga. Adriano Castanheira tem tudo para ser um desses casos, num futuro muito breve.

Nascido em Neuchatel na Suíça a 7 de Abril de 1993, Adriano Castanheira viria para a Covilhã bastante cedo, tendo iniciado a sua formação no clube local. As suas prestações valeram-lhe uma transferência para o FC Porto em 2009, com 16 anos de idade.

Após concluir o seu percurso nas camadas jovens, em 2012, Adriano Castanheira regressaria à Covilhã, onde começaria a ser aposta na equipa principal. Em três épocas, Adriano realizou 80 jogos e marcou cinco golos. Porém, tal desempenho não seria suficiente para convencer os responsáveis do clube, levando o jogador a transferir-se para o Benfica de Castelo Branco no Campeonato Nacional de Seniores.

Após duas épocas de nível ao serviço do clube albicastrense, Adriano Castanheira rumaria à União de Leiria, onde voltou a mostrar serviço, regressando na temporada 18/19 ao clube onde se deu a conhecer: o SC Covilhã.

Adriano Castanheira foi o jogador do mês da Agosto na Segunda Liga
Fonte: SC Covilhã

E foi aí então que Adriano Castanheira se afirmou definitivamente no clube serrano, realizando 34 jogos e marcando oito golos. Na temporada actual, já leva quatro golos marcados em 12 jogos, tendo sido considerado o jogador do mês de Agosto na Segunda Liga. Tem sido um dos principais responsáveis pelo facto da equipa orientada por Ricardo Soares estar a disputar a subida de divisão.

Adriano Castanheira é o típico extremo direito canhoto: é um jogador que gosta de pegar na bola junto à ala e percorrer com a mesma para espaços interiores, para zonas onde possa utilizar o seu forte pontapé. Também tem capacidade para aparecer na área para finalizar.

A imprensa já deu como certa a sua transferência para o Boavista. E aos 26 anos, está mais que preparado para se desafiar na Primeira Liga, onde certamente irá mostrar qualidade e poderá alcançar voos mais altos.

Foto de Capa: SC Covilhã

Artigo revisto por Diogo Teixeira

 

Comentários