MAIS UMA BOLACHA BELGA NO PACOTE

A Bélgica já nos habituou, ao longo dos anos, a ter médios de grande qualidade. Com Kevin de Bruyne a mexer a batuta da seleção número um do ranking da FIFA já há alguns anos, começam a surgir “substitutos” para ocupar a posição no futuro. Apesar do crescimento de Youri Tielemans e Leander Dendoncker, por exemplo, Charles De Ketelaere já entrou no radar de Roberto Martinez.

Apesar de agora brilhar nos estádios de futebol, começou por pisar outros relvados. Na infância, Charles parecia encaminhado para se tornar jogador profissional… de ténis. Depois de se fartar da batota de outros atletas da modalidade, deixou cair a raquete e calçou as chuteiras, para nunca mais voltar a tirar.

Parece, agora, que a aposta foi certeira. Formado e lançado pelo Club Brugge KV, o jovem médio de apenas 20 anos (completados em março de 2021) é, cada vez mais, uma estrela a despontar no futebol europeu. Com as luzes apontadas à qualidade demonstrada em diversas ocasiões, não era uma surpresa “o salto” para um clube de uma liga com mais relevância.

Anúncio Publicitário

Desde a estreia pelos blauw-zwart, em 2019, Charles De Ketelaere conheceu uma ascensão meteórica. Vestiu pela primeira vez a camisola da equipa principal num jogo da Taça da Bélgica e, durante a mesma época, teve oportunidade de ser algumas vezes titular na Jupiler League e amealhou minutos preciosos na Liga dos Campeões e Liga Europa.

Após uma introdução aos grandes palcos, o jogador passou a ser uma aposta séria do Club Brugge KV. Esta temporada (2020/21), De Ketelaere já leva 37 jogos nas pernas e já chegou a marcar na “liga milionária”, com dois golos em jogos frente ao Zenit. Por isso, Roberto Martinez não perdeu tempo e, surpreendentemente para alguns, estreou-se pela seleção A da Bélgica em novembro passado, num amigável frente à Suíça.

Em 2020, o futebolista venceu o prémio de atleta belga mais talentoso do ano. A temporada de explosão tornou-o uma estrela no seu país. Antes dele, nomes como Romelu Lukaku e Divock Origi tinham levado o troféu para casa, talvez Charles De Ketelaere consiga almejar a uma carreira como os dois precedentes.

COMO JOGA CHARLES DE KETELAERE?

Polivalência. Com apenas um adjetivo poderíamos definir o estilo do jogador. Isto deve-se à pele de camaleão, porque De Ketelaere joga em quase todas as posições mais avançadas do terreno. Na temporada de estreia, jogou maioritariamente a ponta de lança e médio ofensivo, mas descaído para o lado direito. Este ano, pelo contrário, adaptou-se ao lado esquerdo, coincidente com o pé dominante de Charles.

Apesar de a alta estatura (1,92m) poder ser, na teoria, um problema para alguns jogadores das posições onde se formou, Charles não os parece demonstrar. O número 90 do Club Brugge KV assume, diversas vezes, o ímpeto do ataque da equipa e, além da velocidade, demonstra bastante critério com a bola nos pés.

A veia goleadora foi um dos motivos que levaram o jovem a ser mais vezes aposta na zona mais avançada do terreno. Apesar de não ser um marcador prolífico, já foi algumas vezes decisivo nessa função, incluindo o golo aos 90 minutos frente ao Zenit, na Frase de Grupos da Liga dos Campeões. Tudo fatores importantes para o crescimento tão rápido em poucos minutos de futebol sénior.

Sem bola parece um jogador “falso lento”, mas no momento da marcação e no contra-ataque, ganha agressividade de reação. Com isto, é normal também assistirmos Charles De Ketelaere na manobra defensiva dos blauw-zwart. O trabalho e a ética que apresenta nessa tarefa é algo fora do comum para um jogador com características tão ofensivas.

 

Mesmo com tantos pontos positivos, também é importante referir alguns problemas, apesar de poucos. Um deles é, mesmo podendo parecer contraditório, a versatilidade. Na minha opinião, a melhor posição de Charles De Ketelaere é a de médio ofensivo ou segundo avançado. No entanto, a capacidade de fazer tanta coisa pode, a longo prazo, dar alguns problemas na evolução que tem tido. No entanto, isso em condições normais e com bons treinadores a cruzar-se com o jogador, será um não-assunto.

Com a altura bastante considerável acima referida, esperava-se que o jogo aéreo fosse algo trabalhado pelo atleta. Contudo, o pouco poderio físico que ainda apresenta não é amigo do jovem, mas com mais alguma experiência, acredito que facilmente seja ultrapassado. Agora, o jogador prefere servir os companheiros que são mais fortes nessa vertente do jogo.

No futuro, espero ver Charles De Ketelaere numa das melhores ligas do mundo. No mercado de janeiro, o AC Milan surgiu como um possível destino do belga. Cada vez mais, os rossoneri apostam em jovens talentos, pelo que poderia ser um passo natural. Até lá, podemos ver o futebolista a brilhar na Liga Belga, cada vez mais um ninho de futuros craques.