olheiro bnrNa Covilhã mora a quarta melhor defesa da Segunda Liga e boa parte desse feito deve-se ao seu guardião. A cumprir a segunda temporada ao serviço dos serranos, ganhou a titularidade já no decorrer da temporada e nunca mais a perdeu. As boas exibições já atraíram o interesse de Braga e Benfica, mas quem é afinal Igor Rodrigues?

Natural de Leiria, passou pelo Leiria e Marrazes – qual Rui Patrício – pelo União de Leiria e ainda pelo Sp. Pombal, tudo isto antes de viajar até Matosinhos para vestir as cores do Leixões. No último ano de juniores chegou ao Tocha e qualquer um que tivesse contacto com ele depressa percebia que estava destinado a grandes palcos.

No primeiro ano de sénior chegou ao Oliveira do Hospital, começou a época como suplente do veterano Rui Vale, mas acabou por conquistar a titularidade e ajudar o clube a garantir a manutenção e a conquistar a Supertaça da AF Coimbra.

Anúncio Publicitário
Fonte: SC Covilhã
Fonte: SC Covilhã

As boas prestações levaram-no ao Sporting da Covilhã, era o salto para os campeonatos profissionais. Tapado pelo histórico Taborda, acabou por realizar a primeira temporada ao serviço da equipa b do clube. Esta temporada Taborda saiu para o Moreirense e abriu-se espaço para Igor, ainda assim foi o recém-contratado Hugo Marques quem começou por assumir a titularidade. Mais uma vez, Igor teve de conquistar o lugar. A estreia na Segunda Liga surgiu no início de outubro e a partir daí foi dono e senhor da baliza dos Leões da Serra.

Em 33 jogos para o campeonato sofreu apenas 28 golos, sendo que em 12 desses jogos manteve a baliza inviolada. Destaco as exibições contra o Marítimo para a Taça da Liga ou contra o Vitória para a Taça de Portugal, pois foram jogos com outra visibilidade, mas foi decisivo em muitos outros, seja pelos penaltis defendidos ou pelas intervenções cruciais.

O guarda-redes de apenas 22 anos e 1,89 m é muito forte entre os postes, saídas também não são um problema e conta ainda com um excelente pé esquerdo. Se juntarmos estas características à sua mentalidade – notem que teve sempre de conquistar a titularidade por onde passou – e ao seu potencial é mais do que natural que surjam rumores como Benfica ou Braga.

Eu não sei que camisola é que o Igor vai vestir na próxima temporada, mas sei que devem decorar o seu nome, porque quer fique na Covilhã, quer dê já o salto para o escalão principal, tenho a certeza que ainda vão ouvir falar muito nele.

Foto de Capa: Notícias ao Minuto