olheiro bnr

[accordion][acc title=”To read the article in english, press this button”]

Without any doubt Kostas Mitroglou, nicknamed Mitrogoal or Pistolero is one of the finest greek strikers of the decade He is a prolific goalscorer with great perception and vision on the box. Thanks to his height (1.88 m) he is a good header and also a reliable finisher. Mitroglou was raised in Germany.

He first came to Greece at the age of 19 after Olympiacos trusted. He had two spells at Panionios and Atromitos before returning to greek giants. Spaniard coach Ernesto Valverde, who still is very popular to Olympiacos ranks didn’t believe at him. So, when Valverde returned to La Liga, the greek international striker was called again to Olympiacos after a productive season on loan with Atromittos (2011/2012). Mitroglou reached the peak of his career at the first half of the season (2012/13). Initially he had big competition from Algerian attacker, Rafik Djebbour.

In the beginning of that season was used as substitute by Leonardo Jardim. With Djebbour absent due to injury, Mitroglou was a starter for the second group game of the UEFA Champions League against Arsenal in the Emirates Stadium, where he scored the equalizer in an eventual 3–1 loss. He next scored a goal in a 2–0 home win against OFI Crete. He scored again in the Champions League by netting the winning goal in a 2–1 away win against Montpellier. He also added another goal against Montpellier in the return fixture on 6 November as Olympiacos claimed a 3–1 victory.

His scoring streak continued as he next scored in greek Super League consecutive goals. He scored his fourth Champions League goal at the 2–1 home win against Arsenal. He was already in the notebooks of many European clubs but he chose to stay for another season to Olympiacos. On 1 September 2013, he scored his first career hat-trick in a 5–0 away win against Levadiakos. He scored his second hat-trick on the next fixture in a 4–0 home win against Skoda Xanthi, becoming the first player in Olympiacos’ history, as well as the Greek League in general, to score two consecutive hat-tricks. He got his third hat-trick of the season on 2 October, scoring all three goals in a 3–0 away win against Anderlecht.in the Champions League group stage. His scoring streak continued, as he scored yet another hat-trick four days later, in a comfortable 6–0 home win against Veria.On October 24, he assisted Domínguez’s goal against Benfica in a 1–1 draw in the Champions League.

On 27 November, Mitroglou suffered an injury in a 2–1 away loss against PSG keeping him on the sidelines for over a month. That was the turning point in his career. On 31 January 2014, Mitroglou signed a four-and-a-half-year contract for a fee in the region of 15 million euros with Fulham It was a setback for Mitroglou besides he was the highest transfer fee in Fulham’s history. He completely failed to show his skills at Craven Cottage while was suffering from various injuries and fitness problems. Mitroglou played in only two further Premier League matches before the end of the 2013–2014 season, starting only one of these games! He was disappointed after the relegation of Fulham, and eager to revive his career.

He get back to Olympiacos on loan. He made his debut on 13 September. Three days later he scored what proved to be the game winner in a 3–2 win over Atletico Madrid in the group stages of the Champions League. He finished the last season scoring 16 goals while having 24 league appearances, but sometimes numbers don’t tell the truth. He scored some easy goals and he wasn’t so fast like before. He missed a lot chances. He lost his explosiveness. In general he wasn’t the same player despite he scored 16 goals. The fans were sceptical on him. Additionally he scores his last goal with Greek NT at 19 November 2013 against Romania. He failed to contribute to greek NT being disappointing.

For Mitroglou Benfica’s offer was the best that he could have in this period of his career. Sporting, Palermo, Besiktas were interested for him but Benfica maybe can rejuvenate his career. My opinion is that Benfica took a big risk by hiring Mitroglou. It’s difficult to replace Lima and I am not sure that he might co-operate effectively with Jonas. It’s a big question for me. To be honest I am not convinced at all about the recent shape of Mitroglou.

Actually he never get rid of his injuries. He scored last season but he didn’t perform with the same quality like he did in Champions League matches. So, there is a golden opportunity for him remaining with Benfica in the highest level of European football by justifying his reputation or reassess his scoring instinct. I am sure that Samaris will help him to adjust on his new environment and he will avoid the problems he faced while at Fulham. If he is fit he can contribute to Benfica, but I repeat his move it’s kind of puzzle…[/acc][/accordion]

Não há dúvidas de que Kostas Mitroglou, conhecido também como Mitrogoal ou Pistolero, é um dos melhores avançados da última década na Grécia. É um matador com grande inteligência e visão de jogo dentro de área. Graças à sua altura (1.88m), é dono de um bom jogo de cabeça e é um ótimo finalizador.

Mitroglou nasceu na Alemanha e chegou à Grécia aos 19 anos, depois de ter sido aposta do Olympiacos. Antes de se afirmar na equipa grega foi emprestado ao Panionios e ao Atromitos (ambos da Liga Grega). Ernesto Valverde, treinador espanhol que ainda é muito popular no Olympiacos, nunca acreditou no jogador. Só quando o técnico abandonou o clube rumo à Liga Espanhola é que o ponta-de-lança internacional grego foi chamado para o clube (depois de uma época produtiva no Atromitos em 2011/12 – 19 golos em 39 jogos).

Em 2012/13 chegou ao pico da carreira, com Leonardo Jardim no comando técnico. Mitroglou teve a competição de Rafik Djebbour e, no início da temporada, começou como suplente. No entanto, com a lesão do avançado argelino, Mitroglou foi aposta a titular no segundo jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões frente ao Arsenal, no Emirates Stadium (marcou o golo na derrota por 3-1).

Nos jogos seguintes voltaria a marcar: mais um golo na vitória caseira (2-0) frente ao OFI Creta e outro no terceiro jogo da Champions League, frente ao Montpellier (vitória fora de portas por 2-1).

Mitroglou continua imparável e voltaria a marcaria novo golo na vitória frente ao Montpellier, no quarto jogo da Liga dos Campeões (vitória por 3-1) e frente ao Arsenal (triunfo caseiro por 2-1).

As exibições começaram a chamar a atenção de vários clubes europeus, mas Mitroglou preferiu ficar mais uma temporada no Olympiacos. No dia 1 de setembro de 2013 marcou o primeiro hat-trick da carreira na vitória fora de casa frente ao Levadiakos (5-0). No jogo seguinte, Mitroglou voltaria a encantar os adeptos com novo hat-trick na vitória caseira sobre o Skoda Xanthi (4-0). Este registo fez com que se tornasse no primeiro jogador do Olympiacos – bem como da Liga Grega – a marcar dois hat-tricks consecutivos. Pouco tempo depois, novo hat-trick, desta vez na Liga dos Campeões, frente ao Anderlecht, na vitória fora de casa por 3-0.

A série de golos não parava e Mitroglou viria a marcar novo hat-trick, apenas quatro dias depois, na vitória por 6-0 frente ao Veria. No dia 24 de outubro de 2013 assistiu Domínguez para o golo frente ao Benfica (1-1), em jogo da Liga dos Campeões.

Mitroglou foi oficializado como reforço do Benfica no dia 8 de agosto Fonte: Sport Lisboa e Benfica
Mitroglou foi oficializado como reforço do Benfica no dia 8 de agosto
Fonte: Sport Lisboa e Benfica

No dia 27 de novembro, Mitroglou sofreu uma lesão na derrota por 2-1 frente ao PSG e ficou afastado dos relvados durante um mês. Este momento acabou por ser decisivo na reviravolta da carreira do jogador. No dia 31 de janeiro de 2014, Mitroglou assinou por 4 anos e meio com o Fulham, a troco de 15 milhões de euros.

A transferência foi a mais cara de sempre na história do clube inglês e Mitroglou iria acusar esse valor. O avançado grego não foi capaz de mostrar as suas qualidades no Craven Cottage, até porque sofreu várias lesões. Mitroglou participou em apenas 2 jogos na temporada 2013/14, sendo que apenas num encontro é que foi titular!

As coisas com Mitroglou não corriam bem e a despromoção do Fulham não ajudou na situação Decidido a relançar a carreira, o avançado voltou para o Olympiacos, desta vez a título de empréstimo. Estreou-se no dia 13 de setembro de 2014 e três dias depois marcou o golo da vitória (3-2) sobre o Atlético de Madrid, na fase de grupos da Liga dos Campeões.

Na última época marcou 16 golos em 24 jogos na Liga Grega, mas às vezes os números não contam a verdade. Mitroglou marcou golos muito fáceis (apenas de encostar) e já não estava tão rápido como antes. O avançado grego estava também mais perdulário e tinha perdido toda a capacidade de explosão dos velhos tempos. No fundo, ele já não era o mesmo, apesar dos 16 golos.

Os adeptos gregos estavam céticos em relação a Mitroglou, até porque o último golo ao serviço da seleção grega foi no dia 19 de novembro, frente à Roménia.

Para Mitroglou, esta oferta do Benfica surge na melhor altura da carreira. O Sporting, o Palermo e o Besiktas também estavam interessados, mas os encarnados podem ser a melhor opção para relançar a carreira. Continuo a achar que este negócio é de alto risco para o Benfica. Vai ser muito difícil substituir Lima e não tenho a certeza de que Mitroglou consiga fazer dupla na frente de ataque com Jonas. Esta é a grande dúvida, neste momento.

Para ser honesto, não estou convencido com a forma física de Mitroglou. Ele nunca mais se conseguiu livrar das sucessivas lesões e as exibições na última época não foram positivas. Portanto, esta é uma oportunidade de ouro para o jogador. O Benfica joga ao mais alto nível na Europa e o avançado tem a hipótese para justificar a sua reputação e reacender o instinto matador.

Tenho a certeza de que Samaris vai ajudá-lo neste novo ambiente estranho, de forma a evitar os mesmos problemas de adaptação que teve ao serviço do Fulham. Se correr bem, pode ser um bom contributo para o Benfica. Mas repito… esta transferência pode ser um autêntico quebra-cabeças para os encarnados.

Foto de Capa: Sport Lisboa e Benfica

Comentários