Luciano Vietto é o segundo reforço oficial do Sporting CP para a época 2019/2020, depois do central Luís Neto. O ex-atacante do Atlético de Madrid esteve emprestado ao Fulham na presente temporada. O argentino de 25 anos não teve uma passagem feliz por Inglaterra, contabilizando apenas 1 golo em 22 jogos, onde inclusive chegou a perder alguma importância, fazendo o seu último jogo no dia 9 de Março.

Em 2016 tudo parecia correr bem. O jovem argentino dava nas vistas no Racing e chegou a estar a um passo do Barcelona. Desde então que a sua carreira não está nos seus melhores dias. O jovem parecia condenado ao êxito, mas a sua carreira começou desde então sempre a descer, nunca mais tendo sido o mesmo – apesar de ainda ter tido uma boa passagem pelo Villarreal e alguns bons pormenores no Valência. Continua-se a esperar pela sua grande explosão. Teve-a no Villarreal, ao chegar à Europa, convencendo Simeone – o treinador que o lançou, ainda na Argentina, aos 17 anos – a levá-lo para o Atlético de Madrid.

O avançado argentino não vingou vestido de rojiblanco
Fonte: Club Atlético de Madrid

Não voltou desde então a comprovar todo o potencial que vinha demonstrando. Juntou Sevilha, Valência e Fulham ao currículo, cedido pelo clube madrileno. A falta de rodagem e a constante mudança de clube também não facilitam a sua adaptação ao contexto europeu ou a conseguir o equilíbrio necessário para relançar a sua carreira.

No entanto e apesar destes contratempos, Luciano Vietto tem tudo para ser dos melhores jogadores do campeonato português, resta perceber com que mentalidade vem. Define-se como um jogador vertical e que gosta de trocar a bola de pé para pé, fazer assistências e marcar golos. O próprio jogador afirma que rende melhor como segundo avançado. E é mesmo aí que rende mais, de facto. É tecnicamente evoluído, é inteligente e demonstra bastante criatividade. Trará ao Sporting CP velocidade e qualidade na execução em espaços mais reduzidos e sobretudo uma maior definição e critério.

Esquecendo a parte financeira do negócio – envolvido no negócio de Gelson Martins – é sem dúvida um excelente reforço no que toca ao plano desportivo, sobretudo no contexto do futebol português. Será importante o facto de realizar toda a pré-temporada com o plantel de modo a ganhar maior capacidade física e ganhar maior confiança de igual forma. É um jogador que poderá ser uma solução para jogar atrás do ponta de lança, conseguindo entrar na ideia de jogo de Marcel Keizer quer em 4x3x3 – que se transforma por vezes em 4x2x3x1 com Bruno Fernandes a jogar mais próximo do ponta de lança – e também no 3x4x3 onde aqui poderá jogar a partir de uma faixa lateral, procurando sempre os terrenos mais interiores e entrelinhas, um pouco à semelhança do que faz Raphinha. É um jogador de equipa e sabe ocupar bem os espaços no processo ofensivo e também no processo defensivo.

Resta agora esperar também que Marcel Keizer consiga adaptar o jogador da melhor forma e sobretudo conseguir potenciar todas as suas qualidades.

Foto de Capa: UEFA

Comentários