Cabeçalho modalidades“Aquela” altura do ano está a chegar! Noutros campos Bill Shankly, treinador escocês com honras de estátua em Anfield Road, terá dito que “o futebol não é uma questão de vida ou morte. É muito mais do que isso”. E o mesmo se poderia dizer sobre os PlayOffs da NBA. Intensidade máxima, sem  desculpas, sem pausas, sem descanso. Quando o lema é “win or go home” cada posse de bola é disputada com a ferocidade de quem luta pela própria honra.

É o início do fim de uma longa e tumultuosa temporada onde tivemos de tudo. Recordes a caírem, prestações individuais de tirar o fôlego, e surpreendentes provas de superação coletivas. Terá Curry e companhia caminho aberto para o triunfo? Será desta que os Cavs de Mr. James vão escorregar rumo à final? Westbrook tem estaleca de MVP? Poderá James Harden e os seus Rockets ser a pedra no sapato dos favoritos? E os Spurs, tem o que é preciso? As perguntas estão feitas, as respostas começam a ser dadas já no próximo sábado. As dez razões que me levam a não querer perder pitada:

10 – O xadrez de quem pensa o jogo do banco

É altura de distinguir o trigo do joio. E não só no que aos jogadores diz respeito. E é nesta fase que os treinadores de elite se distinguem dos outros. A gestão do jogo propriamente dito, a forma de lidar com toda a pressão guiando um balneário em ebulição rumo ao sucesso – mas muito mais que isso.

Joga-se com o mesmo adversário sucessivamente, pelo menos 4 vezes. É altura de mostrar quem tem a capacidade de evoluir em 3 dias, quem tem a capacidade de apresentar soluções novas de jogo para jogo. Quem consegue ser o melhor estratega e fazer o trabalho de casa bem feito. Quem tem a adaptabilidade que distingue uma grande equipa de um candidato ao título, e um candidato de um campeão.

Anúncio Publicitário
Fonte: Business Insider
Fonte: Business Insider