SITE TEMPORÁRIO

20 de Janeiro, 2022

O Flamengo chega à final da Taça Libertadores (a primeira tinha acontecido em 1981), depois de bater o Grêmio FBPA por esclarecedores 5-0.

6 jogadores para manter debaixo de olho durante a final da Copa Libertadores

2.

Fonte: CA River Plate

Rafael Borré – Golo é aquilo que, geralmente, é exigido a um atacante; a partir daí, diferenciam-se os bons avançados dos maus. E, neste quesito específico, há sempre que contar com a célebre “estrelinha”. Definitivamente, “estrelinha” parece ser algo que não falta ao atacante colombiano de vinte e quatro anos, visto que Borré não é apenas, atualmente, o segundo melhor marcador do campeonato argentino (sete golos em onze jogos), como também foi uma das peças-chave da campanha vitoriosa do CA River Plate na temporada passada a nível continental, marcando golos importantes nos oitavos, quartos e meias-finais da Copa Libertadores 2018. Já na presente edição, para além de bater o penálti decisivo no desempate frente ao Cruzeiro, contabiliza dois golos na fase a eliminar da prova, ambos alcançados também a partir da marca de grande penalidade. Dotado de um bom sentido de desmarcação, tem no oportunismo, na capacidade técnica e na velocidade armas que podem ser letais quando combinadas com a tal “estrelinha de Libertadores”.