O 11 da Década no Futebol Nacional

    Extremo Direito – “Hulk”

    Registo, a partir da época 2009/2010): 74 jogos, 46 golos e 36 assistências

    Fonte: FC Porto

    “Hulk Paraíba” foi, na minha opinião, um dos jogadores mais exuberantes que passou por Portugal. Rápido, forte fisicamente e detentor de um remate potentíssimo, o extremo brasileiro constituiu um verdadeiro carrasco para as equipas adversárias Fonte: Globo Esporte

    Recordar aquela que foi a última década do FC Porto, sem se fazer referência a “Hulk” é quase como que «ir a Roma e não ver o Papa», tal foi êxito (os números falam por si) granjeado por este extremo brasileiro, de Dragão ao peito.

    Proveniente da periférica J2 League (segunda principal divisão do futebol japonês), o atacante nascido na Campina Grande (estado da Paraíba) chegou ao clube como um perfeito desconhecido, pese embora a considerável quantidade de golos que trazia na bagagem. Ainda assim, tal não foi impeditivo para que o futebolista se cimentasse como titular dos Azuis e Brancos, à passagem da 10.ª jornada do campeonato, na sua primeira época ao serviço do clube (2008/2009). Nas temporadas seguintes, a preponderância de “Hulk” acresceu, e, para além dos já habituais desequilíbrios (decorrentes da grande capacidade de drible e poder físico), passou também a refletir-se numa fenomenal veia goleadora (23 golos em 26 jogos, na temporada 2010/2011, que o tornaram no melhor marcador da Liga; 16 golos em 26 jogos na época subsequente).

    A nível coletivo, o contributo do extremo canarinho repercutiu-se na conquista do tricampeonato, no final da época 2012/2013 (visto que ainda participou em três partidas da referida temporada, antes de rumar ao FC Zenit Saint Petersburg).

    - Advertisement -

    Subscreve!

    Artigos Populares

    João Pedro Ferreira
    João Pedro Ferreirahttp://www.bolanarede.pt
    O João tem 20 anos e é, desde que se lembra, um apaixonado pela escrita e pelo futebol, sendo adepto fervoroso do CD Santa Clara, o clube da sua cidade. Neste momento, frequenta o primeiro ano da licenciatura em Gestão, na Universidade dos Açores.                                                                                                                                                 O João escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.