Quem é Fábio Abreu? Posso começar por dizer-vos que vão 10. 10 golos na Primeira Liga, além de dois golos na Taça de Portugal. O Moreirense FC tem 34 golos marcados no campeonato, o que significa que o seu artilheiro vale cerca de 30% dos golos da equipa. Isto são estatísticas, meros números. Mas quem é, verdadeiramente, o homem que tem feito a diferença nos de Moreira de Cónegos? Tem 27 anos, é internacional angolano e a freguesia do concelho de Guimarães parece estar a tornar-se demasiado pequena para a qualidade deste ponta-de-lança.

É verdade que um avançado vive de golos e Fábio Abreu não é exceção: com 10 golos apontados, só está atrás de jogadores dos “grandes”, na lista dos melhores marcadores do campeonato português. Mas a verdade é que o avançado angolano não se limita a marcar golos. Joga bem de costas para a baliza, vem atrás buscar jogo e tem um sentido posicional quase perfeito.

Neste momento, todas as equipas do campeonato precisam de um Fábio Abreu, que tanto participa em goleadas, como o histórico jogo com o Gil Vicente FC, em Barcelos, em que os visitantes golearam por 5-1, naquele que foi o jogo em que o Moreirense mais faturou em toda a sua história, como decide jogos, como o empate na Luz frente ao SL Benfica, que roubou a liderança aos actuais campeões nacionais.

Creio que o factor de destaque deste avançado angolano é a sua capacidade de antecipação, quer literal quer metafórica, isto é, o facto de ler o jogo como poucos, percebendo o que vai acontecer e onde vai cair a bola, o que lhe permite depois antecipar-se aos defesas de forma a originar situações de golo. Nesse aspecto, consegue ser substancialmente melhor que a maioria dos avançados das equipas “grandes”.

Fábio Abreu esteve no Penafiel FC duas épocas antes de rumar ao Moreirense FC
Fonte: Penafiel FC
Anúncio Publicitário

Fábio Abreu era um nome desconhecido até esta época. Por onde andou este talentoso jogador? O seu nome apareceu no futebol português em 2012/2013, no modesto Ribeira Grande da Madeira. Nas épocas seguintes, actuou pelo Marítimo B com ocasionais chamadas à equipa principal dos Madeirenses, até em 2017/2018 ter sido contratado pelo FC Penafiel, onde se destacou, tendo-se feito jogador na nossa competitiva Segunda Liga, marcando 20 golos em 69 jogos (nas duas épocas).

É certo que isto chamou a atenção dos responsáveis do Moreirense, que o trouxeram para os palcos da Primeira Liga, onde tem brilhado e aproveitado a oportunidade e que lhe valeu a chamada à Seleção de Angola. É dos avançados mais completos da Liga, faturando contra qualquer equipa, desde Benfica e Porto até Gil Vicente e Marítimo.

O jogador finaliza bem com ambos os pés, como se pede a um avançado, e desmarca-se com um timing excelente. Tem tudo para dar o próximo salto. Quem me dera que houvesse mais jogadores como ele na Primeira Liga: é dos que traz competitividade ao nosso campeonato. Está talhado para outros voos. Voa, Fábio!

Artigo revisto por Inês Vieira Brandão

Comentários