07 de Dezembro de 2005: Fase de Grupos da Liga dos Campeões  Benfica 2–1 Manchester United

Os encarnados preparavam-se para decidir a sua manutenção na prova milionária, frente ao colosso inglês Manchester United. Os red devils, tal como o Benfica, precisavam de ganhar o jogo para passarem à fase seguinte, de tal modo que o empate poderia não servir a nenhuma das equipas, caso o Lille não perdesse frente ao Villareal.

Paul Scholes desanimou a Luz com um golo logo aos seis minutos. Porém, dez minutos depois, o pequenino Geovanni empatava o jogo e dava uma pequena luz rumo aos oitavos de final.

Aos 34 minutos fechava-se o resultado final com um golaço do meio da rua, de Beto. Um tiro caído do céu selou a vitória para o Benfica. Um herói improvável, com este golo.

Anúncio Publicitário
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
Artigo anteriorUm virar de página na carreira de Eric Bicfalvi
Próximo artigoJuventude de Viana empata Benfica
Desde pequeno que o Benfica faz parte da vida do Pedro Estorninho. Avô e pai benfiquistas deixaram-lhe no sangue a chama das águias. A viver nos Açores nunca teve muitas oportunidades de ver o clube ao vivo, mas os estudos trouxeram-no à capital, onde pode assistir de perto aos jogos do tricampeão. A paixão pela escrita sempre foi algo dentro dele que nunca conseguiu mostrar e surge agora a oportunidade de juntar o melhor dos dois mundos.                                                                                                                                                 O Pedro escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.