Defender é talvez das artes mais difíceis no futebol e por conseguinte das mais desvalorizadas, quer na relevância do adepto comum, quer na atribuição de prémios onde normalmente os avançados são sempre os principais vencedores.

Neste artigo vou debruçar-me sobre os cinco melhores centrais que vi jogar, jogadores de várias gerações, todos eles com atributos diferenciados, mas que me marcaram pela qualidade apresentada!

Uma shortlist muito pessoal e onde os defesas italianos, os meus favoritos, dominam, mas houve outros que fazem parte deste curto cardápio que me encheram as medidas e mostraram que para defender bem não é preciso músculo e agressividade, mas, sim, inteligência e espírito de sacrifício. Podiam estar outros jogadores na lista, mas, como disse, esta é uma escolha pessoal, convido-vos a analisarem esta lista e, no vosso caso, dizerem as vossas escolhas.