…mas que nunca consegui. Para o caso nada importa o facto de ter jogado futebol durante onze anos: todos nós, jogadores ou não, num momento ou noutro, quisemos ser como um daqueles que nos encantavam nos relvados. Fazer a finta igual, bater o livre com o mesmo estilo, jogar de cabeça levantada como o tal médio criativo. Desde os posteres colados na parede ao replay consecutivo de vídeos no youtube, esta lista ultrapassa o conhecimento do jogo que entretanto adquiri e transcende também várias fases diferentes do meu acompanhamento ao desporto rei: uns, ídolos de infância; outros, modelos a seguir como futebolistas. Estes foram os dez que, um dia, também quis ser.

10º Cristiano Ronaldo
Fonte: dailymail.co.uk
Fonte: dailymail.co.uk

De todos os presentes nesta lista, Cristiano será simultaneamente aquele que mais leitores elegerão para um top deste género e o que menos me influenciou no que à forma de jogar diz respeito. De Ronaldo, guardo toda a personalidade: a perseverança, o querer, o trabalho, a confiança, o atrevimento e tantos outros traços de personalidade que o levaram ao sucesso e que dele tomei exemplo. Digo sempre que a minha maior virtude é não saber perder. E acho que o aprendi um pouco com ele.