logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

«Eu acredito que sou o melhor do mundo» – Entrevista a André Fialho

 

BnR: Como te sentes na Bellator e como está a tua situação contratual?

AF: O primeiro contrato que tive com o Bellator era de três lutas: a primeira com o Manny Mehraz, a segunda com o Rick Reger e, antes da terceira luta, eles têm de reassinar. Eu reassinei por mais quatro lutas. Esta vai ser a primeira luta das quatro, do novo contrato. Vamos ver. Eles deram-me um contrato como se eu fosse só mais um, e eu quero mostrar-lhes sábado à noite que não sou só mais um. Vou lutar por um novo contrato, dizendo assim.

BnR: Há seis meses fiz-te a mesma pergunta, mas sinto que faz sentido fazê-la de novo. Vendo a forma como o McGregor promove, como fala, como se envolve no lado mais empresarial do MMA, continuas a achar que estas acções de promoção não são assim tão importantes? É inegável que o desporto ganhou outra projeção com o que tem feito o McGregor.

AF: Claro que sim, claro que é importante promover as lutas. Ele sem dúvida que o sabe fazer, mas é a maneira de ele ser. Eu tenho de ser eu. A maneira de eu promover as lutas é pôr a malta a dormir. A minha maneira de lutar é a minha maneira de ser. Acredito que os fãs têm de gostar de mim por aquilo que eu sou. Tenho intenções de conquistar o mundo sendo aquilo que sou.

Para além do excelente striking, o lutador português revela estar a melhorar o seu jogo no chão Fonte: Facebook Oficial de André Fialho
Como complemento ao seu excelente striking, o lutador português revela estar a melhorar o seu jogo no chão
Fonte: Facebook Oficial de André Fialho

BnR: A Bellator não tem rankings oficiais. Por isso, é difícil situar-te na tua divisão. Onde achas que uma vitória sobre o Chidi te deixa?

AF: Pelo que eu vi a Bellator há uns tempos fez um post do Top 8 de lutadores que poderiam ter o cinto para o próximo ano e eu era um deles. Por isso, acho que estou no top 8. Vencendo esta luta agora, dependo da maneira como eu vencer, da minha performance, acredito que estarei bastante perto do título.

BnR: Quando olhas para o topo da tua categoria de peso, para adversários como Douglas Lima, Koreshkov, Michael Page, Paul Daley e Rory McDonald, onde achas que André Fialho se situa entre eles?

AF: Eu acredito que sou o melhor do mundo.

BnR: A ambição mantém-se a mesma? Ter o cinto até final de 2017 e trazer a Bellator a Portugal?

AF: Sem dúvida, o objetivo é ser campeão do mundo até ao final de 2017. Eu queria fazer uma pequena desarrumação a seguir à luta, quando me dessem o microfone, para levar a Bellator a Portugal. Mas eu ainda não sei o quão grande sou aí e a quantidade de gente que eu poderia atrair, portanto vamos ver. Vamos deixar a minha performance falar por si.

 Foto de Capa: Bellator MMA

Artigo revisto por: Francisca Carvalho

Entusiasta de MMA e futebol, o Gonçalo apoia fervorosamente o Benfica e a ideia de que desportos de combate não são apenas socos e pontapés.                                                                                                                                                 O Gonçalo não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Entusiasta de MMA e futebol, o Gonçalo apoia fervorosamente o Benfica e a ideia de que desportos de combate não são apenas socos e pontapés.                                                                                                                                                 O Gonçalo não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA