Anterior1 de 3Próximo

cab reportagem bola na rede

Celebra este ano uma década de vida, mas historicamente conta com muitos anos, estando para sempre ligado ao FC Marco. O AD Marco 09 é a equipa sensação das distritais da AF Porto e nesta temporada acaba de somar a 3ª subida de divisão consecutiva. O Bola na Rede procurou saber mais sobre o AD Marco 09 e o presidente Eduardo Felipe foi quem nos contou tudo sobre o clube que formou Gonçalo Cardoso. Desde a subida para a Divisão de Elite Pro-Nacional da AF Porto, ao possível regresso do nome “FC Marco” até à aposta no jogador local por parte da direção. Descobre mais sobre o AD Marco 09 nesta terceira edição de “O Clube lá da Terra”.

O Estádio Municipal do Marco de Canaveses acolhe o AD Marco 09 e tem capacidade para 10000 adeptos
Fonte: Luís Barros / Bola na Rede

«Infelizmente houve épocas de ouro na Segunda Liga e essas épocas custaram muito ao clube»

Bola na Rede (BnR): Após a extinção do FC Marco, como foi o processo de criação do AD Marco 09?

Eduardo Felipe (EF): Toda a gente conhece a história do FC Marco. Infelizmente houve épocas de ouro na Segunda Liga e essas épocas custaram muito ao clube. Houve um investimento muito grande por parte dessa direção para tentar subir à Primeira Liga e isso é um problema do futebol em Portugal – quando se investe demais, a conta acaba sempre por vir na fatura. O FC Marco estava endividado em mais de dois milhões de euros e opção da direção naquela altura foi o fim do clube. O FC Marco acabou por ser punido pela Federação Portuguesa de Futebol com uma proibição de competição durante dois anos, tanto na equipa sénior como nos escalões de formação. Houve então um grupo de sócios do antigo FC Marco que decidiu formar um clube novo e como não podiam utilizar o nome “Futebol Clube do Marco” optaram pela designação “Associação Desportiva Marco 09”, mas é um projeto nosso tentar voltar a ser FC Marco outra vez.

BnR: Como é que tudo começou em relação à presidência no AD Marco 09?

EF: Joguei futebol muitos anos e depois de acabar a carreira constituí família aqui e acabei por abrir uma agência de viagens. Alguns empresários daqui reuniram comigo e propuseram-me tomar conta do clube porque viram em mim uma pessoa capaz por ter passado muito anos no mundo do futebol e por ser uma pessoa que não tem interesses políticos. Na altura eu disse que aceitaria a proposta, mas tinha de ser eu a criar uma direção com pessoas que eu confio. O crescimento tem sido muito bom e em várias vertentes, mesmo sabendo que o “chefe da locomotiva” é a equipa sénior. Isso tem sido benéfico e o resultado está à vista de todos. O Marco 09 nestes três anos conseguiu conquistar uma coisa que andava um bocado apagada, que era o orgulho marcoense. Isso é uma coisa que me enche de orgulho, saber que as pessoas estão a voltar a acreditar e a apoiar o clube e isso tem sido fantástico.

BnR: Quando iniciou o seu mandato como é que encontrou o clube?

EF: No momento em que cá chegamos o AD Marco 09 tinha cerca de 50 atletas no total. Haviam apenas cerca de três ou quatro escalões de formação, não havia equipa de seniores, não tinham juvenis, não tinham iniciados… era uma miséria total. A nível de material, não havia bolas, não havia carrinhas, estava tudo a zero. Nós quando cá chegamos foi como se estivéssemos a pegar num clube novo. Não haviam dívidas, isso também tenho de realçar, mas para um clube com esta dimensão… estava mesmo de rastos. Então o objetivo passou por ser apostar na formação e automaticamente apostar no futebol sénior. Os resultados começaram a aparecer e este ano temos cerca de 250 atletas. Ainda estamos num patamar que, para mim, ainda é baixo, pois este clube merece muito mais. Poder subir à Divisão de Elite da Associação de Futebol do Porto vem coroar o trabalho de três anos da direção do clube.

O Marco 09 é dos clubes com melhores infraestruturas nas divisões distritais a nível nacional
Fonte: Luís Barros/Bola na Rede
Anterior1 de 3Próximo

Comentários